A psicologia positiva é frequentemente chamada de a ciência da felicidade. É um ramo da psicologia que estuda os estados ótimos do ser humano, empiricamente. Um dos maiores especialistas da área é o psicólogo Tal Ben Shahar, da Universidade de Harvard. Neste texto, vamos comentar 5 maneiras citadas por ele para ser mais feliz hoje.

5-maneiras-de-ser-mais-feliz-hoje

1) Aceitar emoções dolorosas

Paradoxalmente, aceitar as nossas emoções dolorosas é o primeiro passo para ser mais feliz. Sentir todo tipo de emoções faz parte da nossa espécie. Na verdade, apenas dois tipos de indivíduos não sentem emoções: as pessoas que são psicopatas e as pessoas que já estão mortas.

Por isso, embora pareça um contrassenso, quando começamos a aceitar o que sentimos, vamos também nos permitir sentir emoções agradáveis como alegria e contentamento e todos os outros tipos de sentimentos positivos, inclusive a felicidade.

2) Ter tempo para quem importa

Existem pessoas que são pessoas especiais, pessoas que importam para nós e que se importam conosco. O tempo que passamos com elas também será um preditor da nossa felicidade. Ou seja, se ficarmos meses e anos sem ter contato com amigos, grandes amigos, com familiares, com pessoas que gostamos de estar perto, seremos certamente menos felizes. 

Assim, temos que superar a desculpa de não ter tempo. É relevante notar que Tal Ben Shahar afirma que não é preciso pensar na quantidade de tempo, mas sim na qualidade do tempo que passamos com quem importa. Quer dizer, não significa viajar e ficar um mês na casa de parentes. Não é o tempo de um mês junto. Algumas horas ou alguns dias serão suficientes desde que sejam frequentes.

Outra questão importante sobre a qualidade é a presença real. Estar presente com tais pessoas e não apenas vendo TV, mexendo no smartphone ou estar ali sem estar ali.

Em muitos casos, infelizmente, as pessoas só percebem esta segunda maneira depois que algumas dessas pessoas falecem.

3) Exercícios físicos regulares

De acordo com diversas pesquisas, fazer atividades físicas regularmente, duas a três vezes por semana, aumenta em muito a qualidade de vida e a sensação de felicidade. Por um lado, o nosso corpo precisa de atividade, pois segundo a nossa história filogenética (a história da nossa espécie), o normal seria que andássemos todos os dias cerca de 12.000 metros.

E, por outro, fazer atividades físicas aumenta a produção de substâncias químicas no cérebro que afastam a necessidade de tomar certos medicamentos psiquiátricos.

Interesse que um dos sintomas da depressão (uma das doenças mentais com mais prevalência) é justamente a ausência de atividade física, ou seja, a lentidão psicomotora.

4) Agradecer pelo que temos

 A história do copo meio cheio ou meio vazio é bastante elucidativa do foco que podemos ter sobre o que temos, sobre o que adquirimos, sobre o nosso sucesso e felicidade.

Normalmente, você mantém a sua atenção no que você ainda não tem, não conseguiu, não obteve ou no que você já tem? O copo está meio cheio ou meio vazio?

Nesta quarta maneira de ser mais feliz hoje, vamos então mudar o foco do desejo, da falta, do que vai acontecer no futuro para o que já existe, para o que já temos e conseguimos. Afinal, não precisa ser algo extraordinário. O fato de termos comida, água, um teto são motivos suficientes para agradecermos pelo nosso dia.

Tal Ben Shahar cita a técnica que compartilhamos aqui no site, de escrever todas as noites (dura apenas 3 minutos) 5 coisas que aconteceram no dia e que queremos agradecer. É o que ele chama de diário de gratidão.

Veja aqui – Você quer uma sugestão para se sentir bem?

Aprender a agradecer aumenta fortemente o nosso nível de felicidade.

5) Fazer menos

Fazer menos significa ter menos atividades para encher a nossa cabeça. Isto pode ser ter mais tempo livre do trabalho, mas também pode significar ter um tempo sem internet, sem TV, sem smartphones, sem iPads, sem redes sociais.

Ter tempo para não fazer nada ou para fazer algo novo. Como diz aquela pergunta: “Quando foi a última vez que você fez algo pela primeira vez?”

Ou seja, ficar em silêncio. Contemplar a chuva. Ver o nascer do sol. O pôr-do-sol. As estrelas. Sair para caminhar à esmo, sem objetivo, sem cronômetro ou medidor dos batimentos cardíacos. Ser infantil e acompanhar os percursos das formigas ou se espantar com a inteligência de um tatu-bolinha. Andar descalço… enfim, fazer menos o que é produtivo, o que tem um sentido e ter mais tempo para ser ocioso, improdutivo, livre.

Psicólogo Clínico e Online (CRP 06/145929), formado há 14 anos, Mestre (UFSJ) e Doutor (UFJF), Instrutor de Mindfulness, Coach e Presidente do Instituto Felipe de Souza. Como Professor no site Psicologia MSN venho ministrando dezenas de Cursos de Psicologia, através de textos e Vídeos em HD. Faça como centenas de alunos e aprenda psicologia através de Cursos em Vídeo e Ebooks! Loja de Vídeos e Ebooks. Você pode também agendar uma Sessão Online via Skype, Terapia Cognitivo Comportamental, Problemas de Relacionamentos, Orientação Profissional e Coaching de Carreira , fazer o Programa de 8 Semanas de Mindfulness Online. E não se esqueça de se inscrever em nosso Canal no Youtube! e Instagram! Email - [email protected] - Agendar - Whatsapp (11) 9 8415-6913