Conheça os 3 tipos de verdade (e os 3 tipos de mentira) e descubra porque mentir para si mesmo é sempre a pior mentira. 

Olá amigos!

Diversos leitores do site me pediram que escrevesse sobre mentira. Especialmente sobre pessoas que mentem a toda hora ou gostam de mentir ou acreditam em suas mentiras. Embora seja comprovado que todas as pessoas mentem – ainda que sejam aquelas mentiras leves que não causam mal a ninguém – porque a mentira pode chegar a um grau tão complicado quanto a mitomania, a mania de mentir?

Sobre a mentira e a verdade

A grosso modo, na filosofia, encontramos três formas principais de conceber a verdade. Afinal, se vamos falar de mentira, temos definir o que é mentira e, se a mentira é uma não-verdade, o que é uma verdade?

1) A verdade como adequação

O primeiro tipo de verdade é a verdade como adequação entre a palavra e a coisa. Se eu digo, agora é dia pois o sol está visível eu estarei dizendo uma verdade que se adequada à realidade. Se eu disser a mesma frase depois das 19:00 horas, eu estarei dizendo uma mentira, pois o sol não estará visível e será noite.

A maioria das mentiras que vemos no dia-a-dia correspondem à mentira que é o oposto da verdade como adequação. Se o aluno diz que fez o dever de casa e a professora vai conferir o seu caderno e nota que a tarefa de responder a algumas perguntas não está feita, o aluno estará dizendo uma mentira. A sua frase: “Eu fiz o dever de casa” não se adequa, não corresponde ao caderno que deveria estar preenchido e está em branco.

2) A verdade como lógica

Sabe quando alguém diz uma frase que não tem sentido e dizemos: “Mas isto não tem lógica!”?

A lógica é um ramo da filosofia que estuda as proposições e a validade das proposições, em resumo, a lógica se preocupa com o pensar em geral. Existem várias lógicas na história da filosofia. Durante a minha graduação em psicologia, eu tive a oportunidade de estudar a lógica formal. Um exemplo clássico é o seguinte:

– Todos os homens são mortais

– Sócrates é homem

– Logo, Sócrates é mortal.

É curioso como, necessariamente, a verdade como lógica também vai depender da verdade como adequação. Pois, se não tivéssemos observado a realidade e visto que os homens são mortais, não teríamos nem a primeira premissa, de que “todos os homens são mortais”, certo?

Mas, para não nos alongarmos muito em questões epistemológicas, podemos dizer que o oposto da verdade como lógica é mentira baseada no que é ilógico. Se eu digo: 2+ 2 = 5, eu estou dizendo uma mentira, uma inverdade.

No cotidiano é pouco comum encontrar este tipo de mentira. Será mais frequente se você trabalha com o conhecimento, ou participa de aulas e cursos, já que a verdade como lógica ou mentira como a ausência de lógica estará vinculada com o saber.

3) A verdade como desvelamento

ἀλήθεια, Aletheia é a palavra grega para verdade. Heidegger, um dos mais importantes filósofos de todos os tempos, preferia que a palavra Aletheia fosse traduzida como desvelamento. Segundo ele, “Vom Wesen der Wahrheit”, A Essência da Verdade:

“Se traduzirmos a palavra alétheia por desvelamento, em lugar de verdade, esta tradução não é somente mais literal, mas ela compreende a indicação de repensar mais originalmente a noção corrente de verdade como conformidade da enunciação, no sentido, ainda incompreendido, do caráter de ser desvelamento e do desvelamento do ente”.

Literalmente, Aletheia pode ser dividida em A-Letheia, ou seja, não-velamento, não-escondimento, des-cobrimento. Neste sentido da verdade como desvelamento, a mentira é o que encobre a verdade, o que não revela e sim vela (embora revelar possa ser pensado como velar de novo).

De toda forma, a mentira como velamento faz sentido se pensarmos em questões transcendentes, especialmente da filosofia e da religião. O objetivo de Heidegger ao trazer o sentido da verdade como ἀλήθεια era buscar o Ser (Sein) e a relação e a diferença com o ente (Dasein).

Em poucas palavras, a mentira neste nível seria a falsidade de uma revelação, filosófica, metafísica, transcendente ou espiritual.

Mentir pra si mesmo é sempre a pior mentira

Além dos três tipos de verdade e mentira que vimos acima, podemos pensar também na verdade como tendo duas dimensões: a verdade interna e a verdade externa. Ou seja, independente se a verdade é uma verdade como adequação, como lógica ou como desvelamento, podemos dividir a verdade no que ela é fora e dentro de cada um.

E isso, por sua vez, indica que uma verdade é individual, mas mais importante, indica que existem certas verdades que são íntimas. Por exemplo, se tivéssemos que responder a pergunta de duas alternativas:

– Você está sentindo-se feliz agora?

(A) Verdade

(B) Mentira

Poderíamos substituir felicidade por alegria, contentamento, raiva ou qualquer outro sentimento, e veríamos que esta verdade seria subjetiva, ou seja, só cabe ao sujeito responder o que ele está sentindo dentro de si. As pessoas que estão fora poderiam ter indícios, como a postura corporal, respiração, tom de voz, contato visual, etc. Mas a palavra final se a frase é verdadeira ou falsa caberia a cada um.

“Mentir pra si mesmo é sempre a pior mentira” é uma frase de uma música da Legião Urbana intitulada Quase sem Querer. E eu gosto bastante desta frase porque ela afirma uma verdade importante. Alguém pode enganar meio mundo. E, apesar de ser difícil enganar a todos os outros, será impossível enganar a todos, porque a pessoa vai saber, no fundo, que é uma mentira. Com exceção dos casos de loucura, no qual há a presença de delírios, a pessoa que mente sabe que está mentindo. Por isso, esta é a pior mentira, a mentira que visa enganar a si mesmo.

Conclusão

A mentira e a verdade tem várias facetas e diversas finalidades. Como a criança que recebe a ordem de sua mãe para responder a um visitante que a mãe não está e diz: “minha mãe mandou dizer que não está em casa agora”. A criança diz uma verdade, mas logo vai aprender que existem verdades inconvenientes e que em muitos momentos é necessário mentir. Uma mentirinha de leve, não vai prejudicar ninguém.

Assim, muitas pessoas vão aprendendo que mentir tem os seus benefícios e, embora possa ser funcional, como quando mentimos que estamos sem dinheiro para não ter que ir em uma festa, este treinamento social das vantagens da mentira pode se tornar algo muito prejudicial para o caráter. É semelhante ao jeitinho brasileiro que é criativo e consegue escapar de enrascadas e problemas mas na maioria das vezes acaba sendo desonestidade.

Deste modo, para algumas pessoas as pequenas mentiras vão se tornando uma bola de neve. Se há uma tendência à psicose, acaba-se confundindo o real com a fantasia e a mentira leve e inofensiva se transforma na mentira patológica.

Porém, na grande maior parte dos casos, o problema com a mentira é de ordem moral. Isoladamente, é a mesma coisa mentir estar doente e mentir em um julgamento, embora a segunda mentira possa ter consequências desastrosas, enquanto a primeira não. O problema é que o comportamento é idêntico (falar algo que não corresponde à realidade) e se a mentira se transforma em um padrão de comportamento nós teremos mais uma pessoa desonesta e, em larga escala, uma sociedade desonesta.

Muitos xingam os políticos por serem corruptos, mas como é sabido: “cada povo tem o governo que merece”. De toda forma, o caminho é sempre individual. Se cada um fizer a sua parte e tentar criar mais honestidade (para si mesmo e em suas relações), a sua parte terá sido feita. E já estará bom para começar.

Leia também:

A psicologia da mentira: por que todo mundo mente?

9 maneiras de saber se alguém está mentindo

Psicólogo Clínico e Online (CRP 06/145929), formado há 14 anos, Mestre (UFSJ) e Doutor (UFJF), Instrutor de Mindfulness, Coach e Presidente do Instituto Felipe de Souza. Como Professor no site Psicologia MSN venho ministrando dezenas de Cursos de Psicologia, através de textos e Vídeos em HD. Faça como centenas de alunos e aprenda psicologia através de Cursos em Vídeo e Ebooks! Loja de Vídeos e Ebooks. Você pode também agendar uma Sessão Online via Skype, Terapia Cognitivo Comportamental, Problemas de Relacionamentos, Orientação Profissional e Coaching de Carreira , fazer o Programa de 8 Semanas de Mindfulness Online. E não se esqueça de se inscrever em nosso Canal no Youtube! e Instagram! Email - [email protected] - Agendar - Whatsapp (11) 9 8415-6913