Freqüentemente, ouvimos que alguém é muito inteligente e que alguém não é tanto, ou  até mesmo que não o é. Para dizermos isso, temos que saber – com clareza – o que se entende por inteligência. Concordam?

Tradicionalmente nas escolas, a inteligência era definida pela habilidade de resolver problemas matemáticos ou a de conhecer o português. Os testes de inteligência, que até hoje são utilizados, estão sempre com essa definição de inteligência em mãos.

Atualmente, porém, devemos definir a inteligência não somente através das habilidades linguística e matemática. Existem outros tipos de inteligência e  ao desconsiderá-las,  tomamos grande parte da população mundial como burra.

Consideremos, pois, todas as formas de inteligência:

Corporal: notamos esse tipo de inteligência nas pessoas que praticam esportes: utilização do corpo para atingir objetivos determinados. Essa inteligência também está presente em outras atividades manuais.

Artística: todas as áreas da arte: música, pintura, escultura, artesanato. É a inteligência que transforma a vida em beleza.

Política: habilidade de relacionamento interpessoal. A palavra política vem da junção de duas palavras gregas: polis  (cidades-Estado gregas) + ethos (ética). Política é ter ética na cidade, com os outros, com seus concidadãos.

Ciências: inteligência nas ciências físicas, nas engenharias, na matemática. A capacidade de matematizar, de medir, esquadrinhar a realidade.

Literatura: a escrita que ultrapassa a mera comunicação.

Filosofia: abstração das relações cotidianas através da construção de pensamentos logicamente ordenados.

Medicina: Esse tipo de inteligência não se restringe apenas à formação de médicos nos cursos de Medicina, mas abrange todos conhecimentos que visam à saúde: a medicina popular, a homeopatia, as áreas da saúde como a nutrição, fisioterapia, psicologia etc.

Todos nós temos todas as inteligências, embora cada um de nós possua uma tendência maior à uma delas. Contudo, é extremamente salutar que procuremos desenvolver ao máximo as outras.

IMPORTANTE: Para a avaliação de desempenho, comparo a minha habilidade atual com a que eu tinha há algum tempo. Pois nunca devemos comparar nosso desempenho com o dos outros, porque assim criamos ou a vaidade ou a tristeza.

FELIPE DE SOUZA

Psicólogo Clínico e Online (CRP 06/145929), formado há 14 anos, Mestre (UFSJ) e Doutor (UFJF), Instrutor de Mindfulness, Coach e Presidente do Instituto Felipe de Souza. Como Professor no site Psicologia MSN venho ministrando dezenas de Cursos de Psicologia, através de textos e Vídeos em HD. Faça como centenas de alunos e aprenda psicologia através de Cursos em Vídeo e Ebooks! Loja de Vídeos e Ebooks. Você pode também agendar uma Sessão Online via Skype, Problemas de Relacionamentos ou Orientação Profissional e Coaching de Carreira , fazer o Programa de 8 Semanas de Mindfulness Online. E não se esqueça de se inscrever em nosso Canal no Youtube! e Instagram! Email - [email protected] - Agendar - Whatsapp (11) 9 8415-6913