Olá amigos!

É incrível e fascinante pensar que o futuro não existe. A diferença entre o passado, o presente e o futuro é que o passado é uma realidade que aconteceu e que não pode ser diferente, o presente é esta sucessão de sensações internas e externas agora-agora e o futuro, bem, o futuro não é nem foi. O futuro é igual a possibilidades. E isso o que significa dizer que o futuro não existe. Não existe um futuro, existem milhares de possibilidades. Porém, quando o futuro se fizer presente, então, deixará de ser uma das possíveis possibilidades para ser o que é, no presente, para, logo a seguir, ser uma realidade no que foi.

Tudo isso pode parecer uma viagem metafísica ou uma conversa supostamente intelectual em um fim de noite com amigos, mas é como é.

Um exemplo:

Ontem (passado), digamos, você foi ao trabalho de carro. Hoje (presente) você está indo ao trabalho de carro. Amanhã (futuro) você pode ir de carro, mas também pode ir de metro, de trem, de avião (talvez), a pé; você pode não ir, você pode ir e sair mais cedo, você pode se demitir ou ser demitido e etc (muitas outras possibilidades).

Portanto, o passado foi como foi. Você foi de carro e ponto. No presente você vive a cena e no instante que vive não é mais possível ser de outro jeito – assim como no passado – a diferença é que está à sua frente. E quanto ao futuro… você ainda tem possibilidades. Por isso o futuro não existe. O que existe são possibilidades.

Profecias sobre o futuro: profecia autorrealizável

Apesar de que o futuro não exista, existem pessoas que são intuitivas e conseguem captar da míriade de possibilidades a que tem mais chance de virar presente. Talvez tenham um sonho no qual pressintam que aquela alternativa terá mais sucesso.

Por exemplo, um investidor pode pressentir – apesar de todos os indícios lógicos contrários – de que uma determinada ação vai subir. Então, pouco antes ele compra um bom lote e ganha com isso. Sua intuição, esse pressentimento, essa percepção por vias inconscientes (conforme a definição de Jung) funciona.

Entretanto, nem todas as pessoas são do tipo intuitivo. E mesmo pessoas intuitivas podem acreditar que certas coisas tem mais chance de acontecer e errar. Como dizia Homero na Iliada, às vezes os deuses enviam sonhos enganadores…

Mas o que gostaria de conversar com vocês é sobre um tipo especial de prognóstico sobre o futuro que se chama de profecia autorrealizável.

O melhor exemplo que posso encontrar é o seguinte. Você tem que chegar em um determinado local 12:00. Você, no fundo, não quer ir. Então, começa a pensar que pode chegar atrasado. Por começar a pensar que vai chegar atrasado, demora para se arrumar. Por demorar para se arrumar, acaba chegando atrasado.

O conceito de profecia autorrealizável ou autorrealizada (self-fulfilling prophecy) foi brilhantemente elaborada pelo sociólogo Robert K. Merton, em seu livro livro Social Theory and Social Structure, publicado em pela primeira vez em 1949.

A definição de Merton é muito clara:

A profecia autorrealizável é, no início, uma definição falsa da situação, que suscita um novo comportamento e assim faz com que a concepção originalmente falsa se torne verdadeira.

Exemplos de profecias autorrealizáveis

Imagine um empresário que tem 200.000 reais para investir em uma nova loja. Ele estuda o mercado e está bastante disposto a abrir seu novo estabelecimento e contratar 4 funcionários. Entretanto, ele vê os noticiários catastróficos e pessimistas e começa a acreditar que é melhor deixar o dinheiro guardado por enquanto no banco. Afinal, com uma possível crise, ele pensa que não teria clientes. Sem clientes, não teria negócio.

Acontece que a crise ainda não está em curso. Mas se ele e outros empresários pararem de investir, a crise que até então era uma possibilidade, então acontece.

Merton cita um outro caso ligado à economia que é parecido. Começa a circular um boato de que o seu banco está passando por apuros financeiros e pode quebrar no curto prazo. O que você faz? Fica com medo de perder o seu dinheiro e vai até o banco e saca tudo o que tem. Como você, outros milhões de correntistas faz igual. Resultado: o banco que poderia não falir, acaba falindo.

Nos dois casos, há uma possibilidade. Esta possibilidade é tomada como certa. Por ser tomada como certa, acontece.

Um exemplo dos relacionamentos amorosos. Um casal se apaixona. Como não raro acontece, um começa a sentir mais amor que o outro. Porém, apesar do amor começa a temer que o relacionamento não vá para frente. Esta é a profecia: o relacionamento não vai durar. Então, por ter este pensamento sobre o futuro, começa a fazer de tudo errado: a mentir, a trair, a não ligar. Resultado: o relacionamento acaba de verdade.

Um último exemplo antes de encerrarmos e que torna o conceito extremamente útil para a psicologia, na área da psicologia da motivação:

Você tem um sonho:

– passar no vestibular;

– passar em um concurso;

– abrir sua empresa;

– casar e comprar um super apartamento

– aquele sonho X.

Como todo sonho é baseado em um desejo e todo desejo pressupõe um certo anseio ou temor de que pode não acontecer, você passa a pensar que pode não conseguir. Por pensar que pode não conseguir realizar aquele sonho X começa a paralisar. Por paralisar, no final, não conseguirá realizar realmente o seu sonho. Então poderá justificar: tudo bem, desde o começo eu sabia que não ia conseguir…

Mas ora! Nada dizia que você não ia conseguir. O que passou a existir foi uma suposta profecia sobre o futuro que era tão somente uma possibilidade. Entretanto, tomada como verdade, tornou-se verdade.

Por isso, a dica mais simples que já aprendi sobre motivação e automotivação – e funciona – é pensar que o que você quer vai acontecer irremediavelmente. Ou seja, mais cedo ou mais tarde vai acontecer.

Como o pessoal que presta concursos diz: “Concurso você não faz para passar. Faz até passar”. Em outras palavras, você não busca o seu sonho, tenta uma vez e desiste. Se é um sonho grande você deve buscar, buscar, até conseguir. E, neste caso, ajuda demais deixar de lado as profecias autorrealizáveis de lado…

Dúvidas, sugestões, comentários, por favor, escreva abaixo!

Psicólogo Clínico e Online (CRP 06/145929), formado há 14 anos, Mestre (UFSJ) e Doutor (UFJF), Instrutor de Mindfulness, Coach e Presidente do Instituto Felipe de Souza. Como Professor no site Psicologia MSN venho ministrando dezenas de Cursos de Psicologia, através de textos e Vídeos em HD. Faça como centenas de alunos e aprenda psicologia através de Cursos em Vídeo e Ebooks! Loja de Vídeos e Ebooks. Você pode também agendar uma Sessão Online via Skype, Terapia Cognitivo Comportamental, Problemas de Relacionamentos, Orientação Profissional e Coaching de Carreira , fazer o Programa de 8 Semanas de Mindfulness Online. E não se esqueça de se inscrever em nosso Canal no Youtube! e Instagram! Email - [email protected] - Agendar - Whatsapp (11) 9 8415-6913