Como sabemos a personalidade é construída ao longo da vida, na infância é onde se molda as características mais peculiares do ser humano. As influências neste período se constituem desde as primeiras relações da mãe com o bebê e no decorrer da infância com as outras figuras que lhe são apresentadas tais como: outras pessoas da família, da escola; o ambiente onde vive do qual não se excluem as tecnologias (TV, rádio, internet, smartphones e etc) que tanto estão em evidencia nos últimos tempos.

image

Neste sentido buscarei através deste texto esclarecer como os desenhos animados muitas vezes apresentados as crianças pelos pais com intuito de entreter e também como auxilio para poderem realizar outras atividades que não estejam relacionadas a criança podem influenciar o desenvolvimento emocional da criança.

Os desenhos animados assim como os contos de fadas, podem servir para dar a criança noção de moral, senso critico, noção de certo e errado, bem e mal e consequências de atitudes consideradas inadequadas a partir da sociedade atual.

Os clássicos dos anos 90 apresentavam historias elaboradas sem classificação da faixa etária que poderia assisti-lo. Por isso os desenhos japoneses, popularmente conhecidos como Anime, ficaram famosos no publico infantil. Os conteúdos destes desenhos são altamente elaborados, mas precisamente para um publico mais amadurecido do que o infantil.

Na atualidade os desenhos possuem classificação da faixa etária em que a criança pode assistir. É importante a supervisão de um adulto enquanto uma criança assiste televisão ou quando navega na internet.

As crianças se identificam com algum personagem de seus desenhos favoritos, através desta identificação as crianças procuram agir de forma parecida com seu personagem favorito. Em alguns casos, as crianças querem roupas que tenham o personagem, brinquedos e fantasias para se sentir parecidos. Daí a importância de observarmos quem e o que tem servido de modelo para nossas crianças seguirem.

​No processo terapêutico pode-se compreender muito da criança através de seus relatos sobre personagens preferidos ou através de seus brinquedos.

Psicólogo (CRP 06/119079), Especialista em Psicanálise, Pós-graduado em RH, Palestrante e Consultor de Empresas. Visite meu site - Superando Desafios