Olá amigos!

Há um tempo atrás eu publiquei um texto sobre ficar 21 dias sem reclamar.  Todos gostaram e fui interessante ver como o processo de reclamar sobre o que não está tão bom pode virar um hábito, um hábito tão grande que passamos a não perceber mais o que estamos fazendo, e, pior: o tanto de tempo que perdemos reclamando e lamuriando. Atitudes que, evidentemente, não vão mudar as situações que temos que enfrentar.

E, ontem, folheando um livro, encontrei a ideia deste texto: 10 dias diferentes. Ao invés de colocar a atenção toda sobre o problema, porque não colocar a atenção toda nas possíveis soluções?

Desafio dos 10 Dias

Bem, o número é um pouco arbitrário. Talvez possamos começar com um desafio menor, de um dia. Tente passar um dia sem colocar a sua atenção no que está errado, no problema, na dificuldade e passe a olhar de forma diferenciada.

– O que você pode fazer para mudar este estado de coisas?

– O que você pode pensar, sentir, falar, fazer que pode mudar – ainda que um pouco – as coisas como estão?

– Se as coisas fossem diferentes (no que não está dando tão certo) o que seria diferente? Quem, quando, como e  o que teria que ser alterado?

– O que falta para ser perfeito?

Quando Tomas Edison estava buscando transformar energia elétrica em energia luminosa, ele tinha um problema. Como criar a lâmpada elétrica com um material que fosse resistente e brilhante o suficiente para ser viável? Esse era o problema dele na época. Mas, ao invés de ficar se lamentando com soluções que não deram certo, ele continuou perseverando e depois de 10000 tentativas – literalmente – ele descobriu a solução.

Ou seja, ele tinha um problema – como qualquer um pode ter um problema para resolver. Ao invés de gastar toda a sua energia e disposição para ficar se lamentando, chorando e esperneando porque tudo o que ele tentava dava errado, ele significava o erro de forma diferente. Todas as tentativas apenas o aproximavam da decisão definitiva. Por isso, ele pode dizer: “Eu não falhei. Apenas encontrei 10.000 formas que não funcionavam”.

Outro exemplo que mostra a importância do foco no solução e não no problema são os casos de superação financeira. Quantos e quantos empresários não tinham nada quando começaram, não é verdade? E quantos e quantos deles tiveram, também, que tentar dez mil vezes antes de encontrar uma forma de enriquecer!

O importante aqui é observarmos que ao invés de ficar pensando: “Nossa, como o mundo é horrível e eu não tenho dinheiro”, estes grandes empresários foram tentando formas de ganhar mais. E dificilmente, eles encontraram na primeira tentativa uma forma. Normalmente, leva-se anos, mas o tempo, em si, não é tão relevante como é relevante o fato de que eles tinham toda a sua atenção voltada para encontrar formas de superar a dificuldade e não mil formas de ficar se lamentando…

Como se diz, “insanidade é continuar fazendo a mesma coisa e esperar resultados diferentes”. Por isso, se você tem mantido toda a sua atenção em reclamar e em ficar pensando apenas nos problemas que tem para resolver, porque você não gasta a sua energia tentando encontrar formas de resolver? Porque não virar o disco e pensa em quais são as possíveis soluções? Tente, por um dia, por dez dias e você verá a diferença.

Mais soluções a partir do que você pode fazer

E um detalhe para concluirmos este desafio é o seguinte: não adianta inventar novas soluções se todas as soluções dependerem das outras pessoas. Por exemplo, se o problema é como ganhar mais dinheiro, não adianta esperar que outra pessoa resolva o problema, te dê dinheiro ou o governo dê uma bolsa.

A pergunta é: “O que eu posso fazer?”

Pois é muito comum cairmos, na reclamação, em um papo de vitimização. “Ninguém me ajuda, ninguém quer fazer o que deve ser feito, a presidente que não faz isso, o prefeito que não faz aquilo, o pai, a mãe que não é assim, que não permitiu, etc”…

Mudar as outras pessoas é fácil. É fácil se a solução vier de fora como um passe de mágica…

Mas o que você pode fazer, qual passo você pode dar – por menor que seja – que vai te aproximar do estado ideal? Da solução para o que você acha ser a melhor? Da possibilidade de viver sem este problema ou dificuldade em especial?

Conclusão

Depois de muitos anos estudando psicologia e desde 2006 trabalhando como psicólogo clínico, vejo como uma única ideia pode mudar uma vida. Não é algo místico ou que acontece uma vez a cada década. Pelo contrário, muitas pessoas, ao mudar apenas um pensamento, conseguem mudar muito o seu cotidiano, o seu dia-a-dia, o seu modo de viver.

Evidente que as coisas não se resolvem de uma vez por todas. Frequentemente, temos que lidar com novos desafios e uma forma que encontrei muito útil é parar de manter a atenção no que está errado, no problema, na dificuldade, no obstáculo, no empecilho e passar a ver como superar – o que for.

Quais são as possíveis soluções? E, doa a quem doer, é importante pensar em todas as possíveis soluções. Talvez, no caminho, vamos encontrar soluções que não sejam benéficas. Mas é importante ter em conta todos os caminhos para solucionar um problema. Pois só assim poderemos escolher qual deles é o melhor.

Às vezes é melhor desistir e seguir por outro rumo e às vezes é melhor insistir e tentar de uma nova forma. Saber a diferença entre o que é melhor nem sempre é fácil. Porém, mudando a forma de conceber do problema para a solução, já passamos a ter esperança, porque sempre existe uma solução… e se passarmos a ver não o que as outras pessoas podem fazer e sim o que cada um pode fazer por si, estamos instigando a autonomia. Como se sabe, autonomia não é sinal de egoísmo.

Acreditar que a outra pessoa, que a sociedade, que a cultura, que o mundo vá mudar é interessante. Mas se todos esperarem que a solução venha de fora, será que a solução virá?

Psicólogo Clínico e Online (CRP 06/145929), formado há 14 anos, Mestre (UFSJ) e Doutor (UFJF), Instrutor de Mindfulness, Coach e Presidente do Instituto Felipe de Souza. Como Professor no site Psicologia MSN venho ministrando dezenas de Cursos de Psicologia, através de textos e Vídeos em HD. Faça como centenas de alunos e aprenda psicologia através de Cursos em Vídeo e Ebooks! Loja de Vídeos e Ebooks. Você pode também agendar uma Sessão Online via Skype, Terapia Cognitivo Comportamental, Problemas de Relacionamentos, Orientação Profissional e Coaching de Carreira , fazer o Programa de 8 Semanas de Mindfulness Online. E não se esqueça de se inscrever em nosso Canal no Youtube! e Instagram! Email - [email protected] - Agendar - Whatsapp (11) 9 8415-6913