Olá amigos!

Vivemos em um país no qual o consumo de álcool é frequente. Comerciais na TV, no rádio e na internet mostram os supostos benefícios de cervejas. Em minha opinião deveriam ser proibidas tais propagandas como foram as propagandas de cigarro. Quando era pequeno, as pessoas fumavam nos ônibus e apagavam os cigarros nos cinzeiros estrategicamente colocados em suas poltronas. Marcas de cigarros tinham garotos propagandas que mostravam a liberdade de fumar e as empresas patrocinavam filmes para colocar o vício no cotidiano: as pessoas deveriam fumar para mostrar status, após ter tido relações, em uma situação de contrariedade.

E as propagandas de cerveja vão pelo mesmo caminho. E foram como que evoluindo, do tradicional anúncio de praia, sol, mulher e cerveja para mostrar as mulheres bebendo com e como os homens.

Com a proibição das propagandas de cigarro, o consumo caiu. E não digo isto a partir de estatísticas (que com certeza podem comprovar a queda), mas a partir de minha experiência. As pessoas que são um pouco mais velhas ou tem a mesma idade que eu fumam mais e as mais novas que eu cresceram com uma outra concepção sobre fumar. Fumar causa câncer.

Porém, estas mesmas pessoas que não fumam, bebem. Aliás, muitas delas bebem. Talvez tenha ficado mais raro o alcoolismo tradicional. Vemos com muito mais constância os alcóolatras (homens e mulheres) de final de semana. Poderei falar sobre isso em um outro texto, se houver interesse.

Neste texto, vamos falar sobre 5 formas de acabar com a ressaca, que é uma das consequências desastrosas da ingestão de álcool. Justifico a criação de um texto como este aqui no site para ajudar quem ainda está bebendo. Mas, como disse no título, a melhor forma de não ter ressaca é a forma número 5. Confiram:

1) Beber menos

A intensidade de uma ressaca está intimamente atrelada à quantidade ingerida. É muito diferente beber 3 cervejas e beber 20. Quer dizer, o corpo aguenta uma ingestão moderada (dai o dizer “Beba com moderação”). Gostaria de salientar aqui, também, que as mulheres tem menor capacidade de absorver o álcool, por isso aguentam beber menos e também por isso, vemos mais homens desenvolvendo alcoolismo do que mulheres.

A verdade é que as mulheres não tem uma enzima que ajuda na digestão do álcool. Como consequência, precisam beber menos para sentirem os efeitos.

2) Comer mais

A segunda dica é simples. Se fizermos a comparação entre beber sem comer nada e beber comendo petiscos ou porções, veremos que a intensidade da ressaca também diminui quando comemos algo antes, durante e depois de beber. Isto porque o corpo terá nutrientes para continuar a manutenção da vida, como também acaba-se bebendo menos porque é preciso tempo para comer.

3) Beber água

Talvez esta seja a dica mais simples e uma das dicas mais eficazes. A grosso modo, podemos dizer que a ressaca é como uma desidratação. O site Cisa nos informa sobre a fisiologia da ressaca, ou seja, sobre o seu processo:

“Na ressaca, há mudanças fisiológicas significativas em parâmetros endócrinos (aumento nas concentrações de vasopressina, aldosterona e renina), além de acidose metabólica (redução do pH do sangue devido ao aumento de lactato, corpos cetônicos e ácidos graxos livres). Estes efeitos são também relacionados com a desidratação, podendo causar os sintomas como boca seca e sede. Como o álcool, por si mesmo, também induz a desidratação, durante a ressaca (ou durante/após o consumo não-exagerado de álcool) é essencial reidratar-se o máximo possível. Estima-se que o consumo de 50 g de álcool em 250 ml de água (aproximadamente 4 doses) causa a eliminação de 600 a 1000 ml de água em algumas horas: o álcool é diurético (por diminuir a concentração de vasopressina, ou hormônio antidiurético) e alguns de seus efeitos, como suor, vômito e diarréia (comuns na ressaca), ainda promovem mais perda de água no organismo”.

Portanto, é fácil de compreender que se houver maior ingestão de água, os efeitos da ressaca serão menores.

Já fiz uma simulação em que a cada copo de cerveja, tomava um copo de água e comprovei esta tese de que beber mais água é salutar.

4) Utilizar medicamentos

Existem medicamentos que auxiliam no combate aos efeitos da ressaca. A maior parte deles é uma combinação de paracetamol (para a dor) e anti-histamínico (para combater enjoos) e anti-ácido para diminuir a irritação do estômago. Ou seja, estes medicamentos podem auxiliar nas consequência da bebedeira, diminuindo o mal-estar provocado pelo consumo excessivo de substâncias alcóolicas.

5) Não beber

A melhor forma para não ter ressaca é não beber. Pode parecer destituído de propósito colocar esta forma aqui, mas é lógico. Se não houver ingestão de álcool não haverá ressaca. Por este motivo comecei o texto mencionando a questão das propagandas na mídias. Os marqueteiros de plantão estudam psicologia e sabem como persuadir na criação e manutenção de comportamentos que nem sempre são positivos para o sujeito.

Fala-se então de cervejas que são mais fáceis de beber, ou não empapuçam, da necessidade de beber quando uma situação ruim acontece, para conquistar um parceiro amoroso, e vincula-se sempre a imagem de beber com cenas prazerosas em lugares paradisíacos. E não se fala das consequências nefastas provocadas pelo consumo. Em certo sentido, uma ressaca é até pequena perto das desgraçadas que acontecem envolvendo o álcool como assassinatos e suicídios, estando a grande maioria ligado a comportamentos inconsequentes no trânsito.

Por isso, nunca é demais a recomendação para a autoconsciência. Afinal, porque se bebe tanto? Qual é a finalidade? Qual é a crença que está por trás do vício? Será que não é a hora de buscar ajuda?

Veja aqui – Curso de Dependência de Álcool – Como lidar?

Referências:

Cisa – http://www.cisa.org.br/artigo/452/efeitos-intoxicacao-aguda-por-alcool-ressaca.php#.UxTiq-PxodR

Psicólogo Clínico e Online (CRP 06/145929), formado há 14 anos, Mestre (UFSJ) e Doutor (UFJF), Instrutor de Mindfulness, Coach e Presidente do Instituto Felipe de Souza. Como Professor no site Psicologia MSN venho ministrando dezenas de Cursos de Psicologia, através de textos e Vídeos em HD. Faça como centenas de alunos e aprenda psicologia através de Cursos em Vídeo e Ebooks! Loja de Vídeos e Ebooks. Você pode também agendar uma Sessão Online via Skype, Terapia Cognitivo Comportamental, Problemas de Relacionamentos, Orientação Profissional e Coaching de Carreira , fazer o Programa de 8 Semanas de Mindfulness Online. E não se esqueça de se inscrever em nosso Canal no Youtube! e Instagram! Email - [email protected] - Agendar - Whatsapp (11) 9 8415-6913