Olá amigos!

Esses dias vi na TV uma entrevista de um especialista em mercado de trabalho. E ele estava mencionando que apenas 5% dos brasileiros falam inglês. Dada a qualidade duvidosa da nossa educação, os dados devem ser confiáveis. Mesmo em escolas particulares, as aulas de inglês nunca passam de uma introdução medíocre, frequentemente não extrapolam o verbo to be.

No texto de hoje, eu gostaria de comentar com vocês sobre a importância de falar e compreender a língua inglesa. Creio que todos já ouviram falar sobre este tema, mas o enfoque aqui é um pouco diferente. Primeiro, porque não quero dizer se tratar de uma obrigação. Penso que aprender uma outra língua é uma oportunidade única para entrar em contato com um outro universo. Segundo, porque começar a estudar um outro idioma não é algo difícil, principalmente porque temos à nossa disposição diversas ferramentas tecnológicas que tornam o aprendizado prazeroso e interessante. Terceiro, você pode aprender – muito – muito mesmo! – de graça!

Conhecer um outro universo

Wittgenstein, um dos maiores filósofos do século XX, escreveu o seguinte:  “os limites da minha linguagem denotam os limites de meu mundo”. Adoro o português e é uma língua fantástica e incrivelmente rica. Entretanto, como qualquer idioma, representa uma parte do mundo. Se aprendermos uma outra língua (não só o inglês) estaremos conhecendo um outro universo, no qual as coisas tem outros nomes, os sentimentos um outro sentido, e os pensamentos são ordenados com outra ordem.

Isto não quer dizer que só seja possível fazer filosofia em alemão (o que seria um contrassenso já que a filosofia nasce grega), mas sim que podemos ampliar em muito o nosso ambiente cultural ao conhecer a realidade de uma outra região do mundo.

O caso do inglês é significativo porque se tornou a língua do comércio mundial e, com isto, podemos ver um filme em japonês, que não tem legendas em português, com legendas em inglês, assim como poderemos ler um novo livro russo, ainda não traduzido para o nosso idioma.

Por exemplo, na psicologia, toda a obra de Wundt (o criador do primeiro laboratório em psicologia) ainda não foi traduzida – mesmo tendo se passado mais de cem anos. Mas podemos ter acesso a este rico conteúdo se falarmos inglês.

Ou seja, você poderá ver filmes, ler livros, ouvir músicas e compreender o mundo de uma forma diferente do que compreende hoje. Como diz Einstein, “A mente que se abre a uma nova ideia jamais voltará ao seu tamanho original”.

Falar com meio mundo

Falar com meio mundo aqui não é uma hipérbole, uma figura de linguagem. Metade da população mundial fala inglês, mais de 3,000,000,000 de pessoas! Isto quer dizer que se você for para a França, você poderá se comunicar em inglês com os franceses (embora eles não apreciem muito esta prática). Mas de toda a forma, é possível viajar o mundo falando apenas inglês. Claro que existem regiões em que existem menos anglófonos e regiões em que praticamente toda a população fala inglês, como é o caso da Alemanha.

Não sei por qual razão específica mas na época do orkut, existiam muitos estonianos por lá. Em uma comunidade, eu fiz amizade com uma estoniana. Óbvio que ela não falava português e nem conhecia a língua da Estônia, por isso conversávamos em inglês. E, por falar a língua, eu consegui me aproximar de uma realidade totalmente diferente da nossa, conversando com uma mulher do outro lado do mundo que via um pôr-do-sol de 5 horas ou o sol-da-meia-noite.

Fazer outros cursos

Eu aprendi a fazer sites em wordpress em um site chamado lynda.com – no qual existem mais de 2.000 cursos de tecnologia. O interessante não é somente o conteúdo (em vídeo) mas também o preço. Com apenas 50 reais por mês, eu fiz diversos cursos que aqui no Brasil me custariam uma fortuna. Pelo fato de que meio mundo fala inglês, há muito mais competitividade e concorrência entre as empresas, o que faz baixar o preço dos produtos e serviços.

Além deste curso do Lynda poderia citar muitos outros que já fiz, somente porque falava inglês. Nunca é demais lembrar que a língua da internet é o inglês. Então, não só cursos de tecnologia estão disponíveis, como também estão outros cursos de línguas (como latim), aulas em Universidades pelo mundo, gratuitas e online, além de incontáveis livros e ebooks que só encontramos na internet em inglês.

Ganhar mais dinheiro

Bem, é sempre bom ganhar dinheiro não é mesmo? Por isso, não poderia deixar de mencionar este motivo para você começar a fazer inglês o quanto antes. Somando o fato de que você vai ampliar o seu universo (e sua mente), conhecer outras pessoas e ter mais conteúdos acessíveis, você terá mais oportunidades de trabalho e emprego.

Quando trabalhei com Recursos Humanos, participei de centenas de processos seletivos. Em muitos deles, as empresas exigiam ter inglês intermediário. Quando íamos analisar os currículos e fazer as provas de inglês, ficávamos decepcionados. O conhecimento intermediário não era nem básico. Em resumo, os poucos que tinham pelo menos o inglês intermediário conseguiam a vaga.

Podemos até questionar se vamos ou não utilizar o inglês em um emprego, mas isto não importa. O inglês é um diferencial, é um ponto a mais, que fará com que você tenha mais oportunidades e, consequentemente, também tenha chances de ganhar mais dinheiro em serviços ou trabalhos.

E se você for fazer um curso nas escolas de inglês mais conhecidas, é sempre bom lembrar que o que parece caro, não é. Eu fiz inglês durante 5 anos, quando era pequeno. Um dia fiz as contas: todo o dinheiro que meus pais investiram, voltou em apenas seis meses de uma iniciação científica que fiz na graduação em psicologia, que só poderia fazer se tivesse inglês. Além disso, o inglês me ajudou a passar no mestrado e no doutorado – nas provas – e a ter também um diferencial de poder ler textos nem sempre disponíveis em português, espanhol ou italiano.

Conclusão

Bem, este texto é um dica muito importante atualmente. Não só para ganhar mais dinheiro, ter uma carreira mais bem sucedida que eu, e os especialistas no mercado de trabalho, sugerimos o aprendizado do inglês. Na verdade, se você não gosta de inglês, aprenda uma outra língua. Quem sabe chinês ou francês? Mas aprenda! Claro que o inglês tem uma certa precedência porque, como disse, meio mundo fala o idioma.

Mas todos os motivos que disse (conhecer um outro universo, falar com mais pessoas, fazer mais cursos, ganhar mais) estarão presentes se você dominar uma outra língua. Até português você saberá melhor, porque é natural em um curso de línguas aprendermos mais sobre gramática e expandirmos o nosso vocabulário, inclusive da língua materna.

E não há desculpa! Se você não tem grana para investir no momento, comece agora um curso grátis!

Veja aqui – Cursos de Idiomas Gratuitos

Psicólogo Clínico e Online (CRP 06/145929), formado há 14 anos, Mestre (UFSJ) e Doutor (UFJF), Instrutor de Mindfulness, Coach e Presidente do Instituto Felipe de Souza. Como Professor no site Psicologia MSN venho ministrando dezenas de Cursos de Psicologia, através de textos e Vídeos em HD. Faça como centenas de alunos e aprenda psicologia através de Cursos em Vídeo e Ebooks! Loja de Vídeos e Ebooks. Você pode também agendar uma Sessão Online via Skype, Terapia Cognitivo Comportamental, Problemas de Relacionamentos, Orientação Profissional e Coaching de Carreira , fazer o Programa de 8 Semanas de Mindfulness Online. E não se esqueça de se inscrever em nosso Canal no Youtube! e Instagram! Email - [email protected] - Agendar - Whatsapp (11) 9 8415-6913