De tempos em tempos, é comum termos “um dia ruim”, quando a única vontade é cancelar tudo e ficar na cama. “Que o mundo morra em barranco” – como dizemos aqui em Minas. Os motivos são muito variados. A questão que surge é o que fazer quando não há possibilidade de tirar um dia ou semana de folga? Como lidar?

Evidentemente, o motivo – se aconteceu algo – talvez faça toda a diferença. Afinal, é muito diferente lidar com um luto, com uma grande perda ou com estar passando por um dia em que tudo parece dar errado, ter acordado com o pé esquerdo ou simplesmente estar de mal humor.

Não entrarei aqui nessas diferenças quanto às causas. Mas antes das dicas práticas é sempre bom lembrar que em muitos casos é preciso buscar a ajuda de um profissional da psicologia.

Todos os itens abaixo são úteis para lidar melhor com esses “dias ruins”

1. Aceite os seus sentimentos

Sentimentos vem e vão. É da natureza humana querer fugir da dor e querer se aproximar do prazer, razão pelo qual ao desejar sentir de uma deternizada maneira, vamos estar não aceitando o momento como ele é.

Aceite. Você está triste? Com raiva? Com irritação? Estressado? Seja qual palavra descrever melhor o que se passa, reconhecer é o primeiro passo.

2. Refaça a agenda

Caso você possa, reagende seus compromissos. Adie os que forem mais decisivos se possível. Se tiver a possibilidade de fazer apenas atividades mais tranquilas e fáceis (e que não exijam muito), escolha essa opção. Agora, se não houver como mudar nada na agenda, procure se lembrar dos seus motivos pessoais.

Por que você trabalha no que trabalha? Por que você faz o que faz?

Se, talvez neste dia em especial ficar difícil encontrar esse sentido, pense nas pessoas que você ajuda diretamente com suas ações cotidianas.

3. Gratidão

Gratidão é uma palavra na moda agora, mas é importante lembrar que diversas pesquisas da psicologia e das neurociências apontam que a gratidão afeta o nosso nível de bem estar. Portanto, aprenda a treinar e a sentir gratidão.

No começo, ajuda ser específico como sentir gratidão por ter uma roupa que você gosta ou poder comprar um café. Eventualmente, a gratidão pode se expandir até sentirmos gratidão pelo simples fato de estarmos respirando.

4. Bondade amorosa e/ou compaixão

Quando estamos nos sentindo mal – seja de qual mal for – ajuda na melhora do nosso humor se fizermos um ato, ainda que pequeno, de bondade amorosa (Loving Kindness) ou compaixão. Pode ser ouvir um amigo que está precisando de atenção, ajudar um idoso a carregar suas sacolas ou doar um pouco de dinheiro ou tempo para uma pessoa ou instituição que esteja precisando.

5. Natureza

Uma outra atividade que ajuda é sair para dar uma caminhada (a pé). Se você tiver a oportunidade de ir para um lugar com verde, um campo ou parque, melhor. Caminhar na natureza ajuda pois reúne dois elementos que contribuem para o nosso bem estar: atividade física – e nem precisa ser intensa – e a beleza das cores e formas das plantas, pássaros, etc.

Conclusão

O humor muda as cores do dia. Se estamos mal humorados, tudo pode parecer desagradável, incomodo, irritante. Ao aceitar e reconhecer o nosso humor conseguimos perceber que o jeito como estamos nos sentindo é como um óculos com o qual vemos a realidade. Com o reconhecimento, amplia-se a consciência e podemos fazer algumas coisas como os 5 passos acima para transformar o nosso dia.

E, para concluir, tente-se lembrar de uma situação com a qual você se preocupava tempos atrás e que agora não existe mais…

Talvez ajude imaginar o que será este dia – e o problema ou preocupação atual – daqui a 5, 10 anos…

E, por fim, lembre-se que você pode encontrar excelentes profissionais da psicologia para te ajudar a lidar com circunstâncias com as quais pode ser difícil lidar sozinho. Eu já fiz psicoterapia e, aqui e ali, procuro novamente para conseguir ver com mais distanciamento questões que são como “ponto cego”. Recomendo! Assim como recomendo tentar os 5 passos das dicas deste texto.

Duvidas, sugestões, comentários, por favor, escreva abaixo.

Psicólogo Clínico e Online (CRP 04/25443), Mestre (UFSJ), Doutor (UFJF), Instrutor de Mindfulness (Unifesp), Coach e Presidente do Instituto Felipe de Souza. Como Professor no site Psicologia MSN venho ministrando dezenas de Cursos de Psicologia, através de textos e Vídeos em HD. Faça como centenas de alunos e aprenda psicologia através de Cursos em Vídeo e Ebooks! Loja de Vídeos e Ebooks. Você pode também agendar uma sessão de Coaching Online via Skype, Relacionamentos ou Carreira (faculdade), fazer o Programa de 8 Semanas de Mindfulness Online e Orientação Profissional Online. E não se esqueça de se inscrever em nosso Canal no Youtube! Email - [email protected] - Atendimento presencial na Av. Paulista: Agendar - Whatsapp (11) 9 8415-6913