Na faculdade de psicologia, estudamos muitos autores de várias abordagens. Muitos deles pensaram sobre os sonhos, sobre o que eles significam, e criarem métodos e técnicas para interpretá-los.

Eugene Gendlin é um autor ainda não muito conhecido aqui no Brasil. Durante anos ele trabalhou ao lado de Carl Rogers, de forma colaborativa, e um foi influenciando na obra do outro. A abordagem de Gendlin é a focalização (Focusing). Recentemente, fiz um curso sobre focalização online. Caso tenha interesse, você pode saber mais aqui.

A focalização vem dos estudos de Gendlin sobre o que funciona e o que não funciona na psicoterapia. Ao gravarem centenas de sessões, ele, junto de Rogers, começou a entender as diferenças entre terapias que são eficazes e as que não são. Uma das características mais importantes é o contato do paciente (ou cliente) com o próprio corpo. Esse tese fundamental da focalização aparece também no título do livro de Gendlin sobre os sonhos: Let your body interpret your dreams

Evidentemente, o foco do livro é apresentar a visão da focalização sobre os sonhos. Porém, há um capítulo inicial em que Gendlin faz um levantamento das outras metodologias de análise de sonho na psicologia e na psicanálise.

Resumo das principais técnicas para analisar um sonho

3 Tipos de Associações

Podemos começar o trabalho de interpretar um sonho (nosso ou de outra pessoa), indo atrás de associações a respeito do conteúdo do sonho. Existem 3 tipos básicos de associações que podem surgir a partir de 3 perguntas:

  1. O que vem para você? Ou poderia ser: o que você pensa sobre isso ou aquilo do sonho?
  2. O que você sente? Ou: o que isso ou aquilo do sonho desperta em você emocionalmente? Como isso faz você se sentir?
  3. Tem alguma relação com ontem? (Muitos conteúdos são o que Freud chamou de restos diurnos)

3 Elementos de um drama (ou narrativa)

Autores como Moreno, do psicodrama, e Pearls, da Gestalt Terapia, pensaram o sonho como uma narrativa, uma peça de teatro, uma dramatização. Afinal, o sonho é como uma história encenada.

Deste modo, podemos pensar nos 3 elementos fundamentais de qualquer história:

  1. Lugar: aonde o sonho se passa? O que este lugar representa para você?
  2. História: o que acontece? Qual é a sequência de eventos?
  3. Personagens: quais são as pessoas (personagens) dessa história? O que elas fazem e dizem? Ou: o que em certos momentos elas não fazem nem dizem?

 

Partes de si mesmo

A partir dessa perspectiva de uma história, podemos passar a interpretar estes últimos elementos como partes de nós mesmos, partes da nossa psique.

  1. Que parte de você isso (lugar, história, personagem) representa?
  2. Como você seria esta pessoa do sonho?
  3. O sonho pode continuar?

Esta última pergunta vem da obra de Jung. Ele chamou esta técnica de imaginação ativa. Vamos como que “sonhar acordados”, deixando o desenrolar da cena meio para a consciência meio para o inconsciente. Assim, se o sonho continuar, como é a próxima cena, a próxima interação?

3 chaves para decodificar

  1. Símbolos: muitas vezes, um ou mais elementos em um sonho, são simbólicos, representam conteúdos que Jung chamou de arquetípicos. Podemos, com ajuda de um profissional junguiano, por exemplo, amplificar esse símbolo, encontrando um significado mais profundo do que apenas as associações individuais.
  2. Analogia com o corpo: muitas vezes, um ou mais elementos, podem ser decodificados como uma analogia para o corpo. Freud trouxe esta forma, especialmente nas analogia com os órgãos sexuais (mas em princípio um elemento poderia estar relacionado com qualquer parte do corpo).
  3. Contrafactual: essa forma de decodificar significa inverter os fatos do sonho. Por exemplo, alguém que sonha que está descendo uma escada pode inverter e perceber que tem relação com uma promoção no trabalho, em que está subindo posições na hierarquia. Muitas vezes, os sonhos são como um espelho: mostram uma realidade, mas invertida em opostos.

4 Elementos do desenvolvimento

  1. Infância: às vezes conseguimos chegar no significado de um sonho relacionando-o com a infância. Um sonho pode trazer conteúdos psíquicos há muito tempo esquecidos.
  2. Crescimento pessoal: outras vezes, o sonho pode ser interpretado como um processo de desenvolvimento que está sendo vivenciado ou será vivenciado no futuro. Por exemplo, Jung sonhou com uma extensão de sua biblioteca que não existia na realidade. Os livros eram simbólicos e estranhos. Anos depois ele se lembrou desse sonho porque a biblioteca estava como no sonho. A extensão foi criada com novos livros sobre alquimia, altamente simbólicos.
  3. Sexualidade: o significado de um sonho pode estar relacionado com o desenvolvimento da sexualidade, seja em momentos marcados como puberdade ou menopausa e andropausa. Mas também pode ser sobre um momento específico da vida sexual.
  4. Espiritualidade: os sonhos também podem ser sobre o desenvolvimento da espiritualidade. Dependendo, se a pessoa que sonha não tem muito contato com a própria espiritualidade, pode haver um desenvolvimento nessa área praticamente só no inconsciente. Há um livro muito interessante de Jung sobre Pauli, um físico, e seus sonhos simbólicos, muitos deles ligados à espiritualidade: Psicologia e Alquimia.

Conclusão

Este texto é um resumo do capítulo de Gendlin sobre as principais técnicas da psicologia para analisar um sonho. Recomendo ler o livro dele: Let your body interpret your dreams

Como podemos ver, nem todas as 16 técnicas serão usadas na interpretação de um único sonho. Um única técnica pode ser suficiente. Se não for, podemos passar para as outras.

Recomendo também conhecer a Focalização. A ideia que Gendlin vai desenvolver nos capítulos seguintes é de deixar o corpo interpretar os sonhos. Ele criou um conceito incrível chamado Felt Sense. Falarei mais sobre em outro texto.

Este é um excelente livro para começar a estudar Focalização – Focusing.

Ja há uma versão em português deste último livro.

Duvidas, sugestões, críticas, deixe um comentário.

Psicólogo Clínico e Online (CRP 06/145929), formado há 14 anos, Mestre (UFSJ) e Doutor (UFJF), Instrutor de Mindfulness, Coach e Presidente do Instituto Felipe de Souza. Como Professor no site Psicologia MSN venho ministrando dezenas de Cursos de Psicologia, através de textos e Vídeos em HD. Faça como centenas de alunos e aprenda psicologia através de Cursos em Vídeo e Ebooks! Loja de Vídeos e Ebooks. Você pode também agendar uma Sessão Online via Skype, Problemas de Relacionamentos ou Orientação Profissional e Coaching de Carreira , fazer o Programa de 8 Semanas de Mindfulness Online. E não se esqueça de se inscrever em nosso Canal no Youtube! e Instagram! Email - [email protected] - Agendar - Whatsapp (11) 9 8415-6913