A psicologia se aproxima de diversas áreas do conhecimento. Aproxima-se da medicina e da biologia nas pesquisas da psicofisiologia, das neurociências, da neuropsicologia. Está próxima da pedagogia na psicologia escolar e educacional e da psicopedagogia; da administração e da economia na psicologia organizacional, recursos humanos e, entre outras aproximações, encontramos a relação da psicologia com o direito.

Um querido leitor de nosso site, que está cursando a faculdade de psicologia, nos enviou uma pergunta sobre a psicologia jurídica. Seu interesse é em trabalhar nos fóruns, especialmente lidando com famílias, e a sua dúvida é se ele deve ou não, após concluir a faculdade de psicologia, fazer também a faculdade de direito.

A faculdade de direito

Na faculdade de direito, o estudante vai aprender sobre as leis e legislações, sobre os códigos, bem como sobre o que pode e deve fazer para defender os seus clientes. Ao realizar o exame da OAB (Ordem dos Advogados), poderá advogar ou, se preferir, pode seguir carreira jurídica, prestando concurso para juiz, promotor ou delegado. Portanto, assim como na psicologia, o graduado em direito tem muitas possibilidades de atuação. Para citar apenas algumas delas:

– direito penal

– direito tributário

– direito administrativo

– direito trabalhista

– direito contratual

– direito civil, etc.

No direito civil, o advogado defende os interesses individuais de uma pessoa ou grupo em ações referentes a propriedades, relações comerciais e familiares. Nesta grande área do direito, existem especializações que focam ainda mais a atuação, como na especialização em direito da família.

A faculdade de psicologia

Como dissemos no início, a faculdade de psicologia aproxima-se de muitas outras áreas do saber. Por ser uma profissão ampla, o recém-formado poderá também optar por uma especialização para se aprofundar nos conhecimentos de uma área específica. Para ser um especialista, na psicologia, existem duas formas:

– fazer uma pós-graduação lato sensu

– fazer a prova de títulos de especialista organizada pelo Conselho Federal de Psicologia

(Para conseguir a aprovação na prova de títulos do CFP é preciso, entretanto, ter uma pós-graduação concluída aprovada pelo MEC e ter experiência comprovada de 2 anos em um cargo relacionado).

11 Especializações na Psicologia:

Atualmente, segundo o CFP, existem 11 especializações para o psicólogo:

– Psicologia Escolar/Educacional;

– Psicologia Organizacional e do Trabalho;

– Psicologia de Trânsito;

– Psicologia do Esporte;

– Psicologia Clínica;

– Psicologia Hospitalar;

– Psicopedagogia;

– Psicomotricidade;

– Psicologia Social;

– Neuropsicologia;

– Psicologia Jurídica.

O que é Psicologia Jurídica?

A psicologia jurídica, em resumo, é a área da psicologia que se aproxima do direito, sem, é claro, se confundir com o direito. Ou seja, o psicólogo jurídico não cumpre o papel que um advogado cumpre.

Saiba mais – Psicologia Jurídica: definição, salário e atuação

É importante distinguir entre as áreas de atuação. Alguém que tenha a graduação em direito e em psicologia – e as devidas inscrições na Ordem dos Advogados e no Conselho Federal de Psicologia – poderá atuar tanto como advogado quanto como psicólogo. Esta é uma situação profissional relativamente rara, já que a tendência é que o profissional opte por uma área apenas de atuação.

Porém, da mesma maneira como ocorre em outras áreas da psicologia que estão próximas de outras faculdades, ter mais conhecimentos é sempre uma boa escolha.

Por exemplo, um profissional da psicologia que trabalhe com Recursos Humanos, dentro de uma grande empresa, poderá fazer uma pós-graduação em administração ou até fazer uma graduação em administração. Talvez esta pessoa não venha nunca a atuar, com carteira assinada, como um administrador; mas o conhecimento adquirido nesta nova graduação ampliará os conhecimentos adquiridos na faculdade de psicologia.

Em suma, ter duas ou mais graduações é interessante pelo conhecimento que podemos adquirir. Uma graduação como a de psicologia, ainda que dure 5 anos, oferece ao estudante uma visão geral de todas as áreas de atuação. Voltando ao exemplo do RH, o estudante pode ter contato com as teorias da administração e da economia em talvez quatro ou cinco disciplinas. Este conhecimento – embora geralmente suficiente para a atuação no RH – é bem menor do que estudar especificamente administração ou economia durante quatro ou cinco anos.

No que tange ao direito, em geral, a faculdade de psicologia não oferece muitos conhecimentos. Ou seja, matérias sobre psicologia jurídica, se existirem, serão pouquíssimas. Razão pela qual o caminho para criar uma carreira na psicologia jurídica passa por conseguir estágios na área, estudar por fora em livros e cursos livres, e fazer uma pós-graduação recomendada pelo Conselho Federal de Psicologia.

Graduação em direito: pós em psicologia jurídica

Outra pergunta que recebo frequentemente é sobre ter a formação em direito e atuar na área de psicologia jurídica. Bem, para atuar na área da psicologia – seja ela jurídica ou não – é preciso ter a graduação em psicologia. Isto porque, para conseguir obter a carteira e o registro no Conselho Federal de Psicologia, temos que ter a graduação.

De forma que alguém que tenha uma graduação em outra área, não em psicologia, e faça uma pós-graduação em psicologia (algumas faculdades permitem ao aluno se matricular, cursar e ter o diploma da pós ainda que não tenham a graduação), não será possível atuar como psicólogo a não ser que se faça, também, a graduação em psicologia.

Para ser claro: digamos que surja uma vaga para psicólogo jurídico em um fórum de uma cidade X. Um advogado que tenha feito uma pós-graduação em psicologia jurídica não poderá concorrer, já que, para todos os efeitos, não tem a formação em psicologia. Da mesma maneira, para um cargo que exija a formação em direito, um psicólogo especialista em psicologia jurídica, não poderá concorrer, pois não possuirá a graduação em direito, nem a inscrição na OAB.

Veja também

Psicólogo Clínico e Online (CRP 06/145929), Mestre (UFSJ), Doutor (UFJF), Instrutor de Mindfulness e Pós-Doutorando (Unifesp), Coach e Presidente do Instituto Felipe de Souza. Como Professor no site Psicologia MSN venho ministrando dezenas de Cursos de Psicologia, através de textos e Vídeos em HD. Faça como centenas de alunos e aprenda psicologia através de Cursos em Vídeo e Ebooks! Loja de Vídeos e Ebooks. Você pode também agendar uma sessão de Coaching Online via Skype, Relacionamentos ou Carreira (faculdade), fazer o Programa de 8 Semanas de Mindfulness Online e Orientação Profissional Online. E não se esqueça de se inscrever em nosso Canal no Youtube! Email - [email protected] - Agendar - Whatsapp (11) 9 8415-6913