Olá amigos!

Agora em julho, um dia depois do meu aniversário, vai fazer 8 anos que me formei em psicologia. E aqui no site tenho recebido diversas perguntas sobre a faculdade e a profissão. Entre essas perguntas é bastante comum esta: “Você se arrepende de ter feito psicologia?”

No vídeo eu respondo a pergunta e aqui, não vou repetir a resposta mas vou complementar o vídeo. Veja o vídeo e continue lendo:

Você se arrepende de ter feito psicologia?

Sobre o arrependimento na faculdade

Durante os anos de 2002 e 2006 eu convivi com centenas de colegas que estavam cursando psicologia. A grande maioria havia feito a escolha certa e estava bem feliz com as aulas, com os estágios, com as pesquisas. É claro que, como alunos, sempre vamos reclamar disso ou daquilo – de um professor que dá provas mais difíceis ou cobra presença ou estrutura todo o semestre apenas com apresentações de trabalho em grupo.

Mas tirando as pequenas questões, que são de verdade pequenas, eu via que quase todos encontravam-se satisfeitos com o curso que tinham escolhido. Como a psicologia deve ser pensado como as psicologias, no plural, por se tratar de várias abordagens, teorias e práticas, uma outra questão – um pouco mais séria – é que muitos alunos preferindo uma abordagem específica, acabavam reclamando das outras abordagens.

Por exemplo, alguém que tinha muito interesse pela psicanálise lacaniana não tinha muita paciência com as aulas de behaviorismo radical. Quem estava fazendo pesquisas em psicologia social acabava achando tediosas as aulas de psicopatologia.

Entretanto, a escolha por uma abordagem – falo mais sobre neste texto “Dilema dos estudantes de psicologia” – não afetava na maior parte dos casos o gosto pela psicologia, em geral. Os alunos continuavam satisfeitos com o curso.

Porém, alguns alunos realmente tinham sérias dúvidas sobre se deveriam estar ali. Alguns queriam fazer medicina, outros não sabiam o que queriam ao certo, outros preferiam fingir que estavam felizes quando estavam só “empurrando com a barriga”, como dizemos aqui em Minas, quer dizer, estavam apenas levando o curso, passando aos trancos e barrancos e escondendo de si mesmos a realidade de sua insatisfação.

Mas se formos analisar, qual é o motivo do arrependimento na faculdade? Por que alguém se sente infeliz com a sua escolha?

Bem, cada um cada um, não é mesmo? Entretanto, podemos ver certos padrões quando se trata do arrependimento. Para haver arrependimento temos que ter uma imagem, uma ideia, uma idealização e, logo em seguida, essa imagem, ideia ou idealização ser frustrada. Como achar que a faculdade vai ser de um jeito e, depois, descobrir que a faculdade é totalmente diferente. Como não conseguir estudar para certas disciplinas por não ter afinidade ou interesse. Como se formar e não conseguir o emprego ou trabalho dos sonhos…

Ou seja, a fórmula do arrependimento é ter uma ideia e ter essa ideia frustrada.

Por isso, ao falarmos da escolha profissional e da escolha da faculdade, temos que descer das idealizações falsas e encontrar a realidade.

Embora a faculdade seja muito melhor, em minha opinião, do que a escola, nós vamos encontrar sim aulas desgastantes, professores desinteressados, trabalhos cansativos. Não vai ser um mar de rosas. Porém, como disse acima, todas estas coisas são pequenas demais para levar uma pessoa a desistir de um curso.

O que é mais comum de vermos no arrependimento é o fato de a escolha ter sido mal feita pela pouca informação sobre o que se estuda naquela faculdade. Como um aluno de ciências da computação que acha que vai estudar video-games ou um estudante de psicologia que pensa que vai hipnotizar os outros. Claro que estes exemplos são até certo ponto fictícios (ainda bem!) mas é frequente vermos sim a desinformação sobre o curso escolhido.

Com a desinformação, o aluno logo se arrepende porque a ideia que tinha do que ia estudar não corresponde ao que ele vai estudar. Creio que esta é uma das principais causas de arrependimento na escolha da faculdade.

Outro motivo bastante comum de arrependimento é após a formatura. Com a ideia de que o mercado vai se adaptar ao mais novo integrante, o recém formado, cheio de sonhos e expectativas, a pessoa já considera que vai ganhar um salário astronômico, que vai ter reconhecimento instantâneo ou que vai ter centenas de pedidos para escolher aonde trabalhar.

A verdade é que o mercado de trabalho, em toda e qualquer profissão, tem ficado cada vez mais concorrido e é simples de entender o motivo. Nas últimas décadas passamos de 100.000 pessoas com diploma superior para mais de 3 milhões. Desses milhões, alguns serão concorrentes diretos e outros serão concorrentes indiretos.

Como digo no texto – Por que os psicólogos ganham tão mal? – há a concorrência dos que se formaram na mesma faculdade e há a concorrência daqueles que formaram em faculdade que acabam preparando profissionais para atividades laborais semelhantes ou que concorrem por aquele filão de mercado. Por exemplo, psicólogos e administradores concorrem por vagas na área de Recursos Humanos.

De toda forma, nesses casos todos de arrependimento, continua valendo a fórmula de que o arrependimento é a frustração de uma ideia, de uma idealização sobre como a realidade deveria ser.

Conclusão

No vídeo, digo que depois de 8 anos de muito trabalho, eu não me arrependo de ter escolhido a faculdade de psicologia e a profissão de psicólogo. E é simples de entender e de justificar a minha felicidade profissional: eu escolhi o curso sabendo muito bem o que iria estudar e foi exatamente o que eu queria. Tive excelentes professores, aulas fantásticas, conversas interessantíssimas com colegas, biblioteca e laboratórios estruturados. E eu escolhi também o curso sabendo das possibilidades de atuação que teria pela frente e foi, portanto, uma escolha feliz.

Dúvidas, sugestões, críticas, por favor, comente abaixo!

Psicólogo Clínico e Online (CRP 04/25443), Mestre (UFSJ), Doutor (UFJF), Instrutor de Mindfulness (Unifesp), Coach e Presidente do Instituto Felipe de Souza. Como Professor no site Psicologia MSN venho ministrando dezenas de Cursos de Psicologia, através de textos e Vídeos em HD. Faça como centenas de alunos e aprenda psicologia através de Vídeos e Ebooks! Loja de Vídeos e Ebooks. Você pode também agendar uma sessão de Coaching Online via Skype, Relacionamentos ou Carreira (faculdade). E não se esqueça de se inscrever em nosso Canal no Youtube! Email - [email protected] - (12) 3042-0336 - Whatsapp (35) 99167-3191 - Snapchat: psicologiamsn