Olá amigos!

Esta é a 4° Lição de nosso Curso de Neurociências Online Grátis. 

Na escola, estudamos em ciências e depois em biologia os sistemas do corpo humano: circulatório, digestório, respiratório, reprodutório, ósseo, urinário, muscular e nervoso. Em certo sentido, o sistema nervoso é o mais complexo para o entendimento. Isto porque apenas recentemente – no século XX – ele começou a ser estudado a fundo e, em especial, a partir da década de 1990, considerada a década do cérebro.

De modo que temos visto descobertas incríveis nos últimos tempos sobre este sistema. É um sistema complexo não só para o estudo, mas em virtude de sua própria estrutura. Só o cérebro possui mais de 86 bilhões de neurônios que podem chegar a fazer mais de 1.000.000.000.000 (1 trilhão) de sinapses.

O que é o sistema nervoso?

Nas faculdades ligadas à área da saúde (inclusive na faculdade de psicologia) temos aulas de anatomia, neuroanatomia e fisiologia. Dependendo da estrutura e licença do curso, os alunos estudam o corpo humano em bonecos ou em cadáveres. Assim, se abrirmos um corpo, encontraremos os diversos órgãos que, por sua vez, estão relacionados entre si e desempenham funções específicas de cada sistema.

Na verdade, dividimos o corpo nos sistemas listados acima em virtude de sua função, de sua fisiologia. Em outras palavras, agrupamos os órgãos a partir de sua atividade na manutenção da vida.

Como vimos na Lição sobre a História das Neurociências, a ciência que estuda o sistema nervoso central e periférico, já há muitos séculos que os médicos e cientistas entendiam que o sistema nervoso era responsável pelo controle dos movimentos. Então, imaginava-se que o cérebro enviava uma mensagem pela coluna vertebral, para a medula, e esta mensagem era repassada para os membros pelos nervos com o intuito de que o movimento se realizasse.

Assim, a função do movimento já havia sido descoberta há muitos séculos. No sentido contrário, os cientistas também sabiam que o impulso poderia ir dos membros até o cérebro e, deste modo, transmitir informações do meio ambiente como calor ou frio.

Com o desenrolar da história das neurociências, as funções descritas do sistema nervoso foram ficando cada vez mais complexas. Inclusive no modo como este funcionamento se dá. Inicialmente, a hipótese era de que a informação era passada do cérebro para os membros através de impulsos elétricos. Posteriormente, ficou patente que as informações ou mensagens cerebrais também são passadas com a utilização de substâncias químicas, os neurotransmissores – não só para os membros responsáveis pelo movimento para para todos os órgãos do corpo.

Na próxima Lição de nosso Curso, falaremos mais a respeito dos neurotransmissores.

Didaticamente, dividimos o sistema nervoso em duas partes: sistema nervoso central e sistema nervoso periférico. O nome – sistema nervoso – foi criado levando-se em conta os nervos, é claro. Nervo vem do latim nervium, que tinha o campo semântico ligado à cordas. Quer dizer, o nervo era visto como uma corda de um instrumento musical. Apenas com a criação do microscópio no século XVII é que foi possível analisar em detalhes a sua estrutura. Os nervos são constituídos de axônios, neurônios e uma série de membranas que os envolve e separam em fascículos de nervos.

Sistema nervoso central

Para entendermos este fantástico sistema de nosso corpo, é útil portanto dividi-lo em central e periférico. Se pensarmos nestas duas palavras, veremos que é fácil entender o seu sentido deste já. O centro (central) e o periférico (periferia) são pensados tendo em vista a localização do cérebro. Portanto, o sistema nervoso central é constituído pelo encéfalo e pela medula espinhal.

Para quem nunca teve contato com a anatomia em um nível mais avançado é simples de localizar. O nosso encéfalo é composto pelo cérebro, cerebelo, mesencéfalo,bulbo raquidiano e tronco encéfalo. Simplificando, podemos dizer que o encéfalo corresponde a tudo o que está dentro da nossa cabeça, do nosso crânio. A medula espinhal, por sua vez, encontra-se no interior de nossa coluna, iniciando na primeira vértebra cervical e alonga-se até o local situado entre a primeira e segunda vértebra lombar.

Sistema nervoso periférico

Bem, utilizando ainda a metáfora do centro e da periferia, podemos dizer que o sistema nervoso periférico é tudo o que está dentro do sistema nervoso, porém fora do centro (encéfalo e medula espinhal). O sistema nervoso periférico, consequentemente, é constituído por fibras (nervos), gânglios nervosos e órgãos terminais.

No exemplo que falamos acima, dizemos que já na Antiguidade, os médicos tinham o conhecimento de que o sistema nervoso era responsável pelo movimento e pelas sensações. Nas últimas décadas, ficou comprovado que o sistema nervoso periférico possui três tipos de nervos:

  1. Nervos Sensitivos: são os nervos que transmitem os impulsos nervosos do órgão receptor até a sistema nervoso central. Por exemplo, você encosta o dedo em uma panela quente e, sem perceber, sente o calor e instantaneamente, você retira o dedo por causa do calor. Nervos sensitivos, assim, são “nervos que sentem”.
  2. Nervos Motores: conduzem o impulso codificado no encéfalo (sistema nervoso central) até ao órgão efetor. Em outras palavras, quando você levanta uma perna, você está fazendo com que o cérebro envie esta mensagem para a perna, a fim de movimentá-la. Como o próprio nome já diz, nervos motores são nervos que realizam o movimento.
  3. Nervos Mistos: possuem as funções dos dois primeiros, ou seja, são tanto nervos sensitivos como nervos motores.

Na próxima Lição, falaremos mais a respeito dos neurotransmissores.

Dúvidas, sugestões e opiniões, por favor, comente abaixo!

Psicólogo Clínico e Online (CRP 06/145929), Mestre (UFSJ), Doutor (UFJF), Instrutor de Mindfulness e Pós-Doutorando (Unifesp), Coach e Presidente do Instituto Felipe de Souza. Como Professor no site Psicologia MSN venho ministrando dezenas de Cursos de Psicologia, através de textos e Vídeos em HD. Faça como centenas de alunos e aprenda psicologia através de Cursos em Vídeo e Ebooks! Loja de Vídeos e Ebooks. Você pode também agendar uma sessão de Coaching Online via Skype, Relacionamentos ou Carreira (faculdade), fazer o Programa de 8 Semanas de Mindfulness Online e Orientação Profissional Online. E não se esqueça de se inscrever em nosso Canal no Youtube! Email - [email protected] - Agendar - Whatsapp (11) 9 8415-6913