Último ano. Último semestre. Sinto um alivio em pensar que os cinco anos de faculdade que tão esperava para passar está chegando ao fim, ao mesmo tempo em que sinto um alivio, sinto a angústia, o medo do desconhecido do que está por vir.

Sabendo que quando estou no estágio tenho supervisores e professores sempre auxiliando, e quando me formar o que ocorrerá? Será irei encontrar um supervisor como algum de meus professores?

Passa um flash de probabilidades que possam ocorrer: ser psicólogo clínico (que é meu sonho), passar num concurso, defender uma dissertação de mestrado, fazer especialização. E se nada disso acontecer? E ser for complicado? E o retorno? E todo esse investimento que fiz na faculdade particular terá sido em vão?

Aí paro e penso, e começo a traçar planos para ser um psicólogo bem sucedido. Como a clinica não é tão elitista como antigamente, hoje temos a psicologia em diversas áreas e cada vez mais vem ganhando seu espaço, e observo que psicólogos que considero excelentes tem uma agenda muito lotada e cheia de atividades: Dão aulas, ministram cursos e palestras, grupos de estudos, terapias, assessoria para empresas, passam em concursos para ter uma segurança financeira, e etc.

Minhas metas para o ano que é vem é passar no mestrado e/ou fazer uma especialização na abordagem junguiana, ter um consultório dividindo horários por questão de custo-benefício, pois para abrir um consultório gera alguns gastos que pra quem está começando não é fácil pagar: aluguel, água, luz, telefone e secretária.

Mas então como ser bem sucedido em psicologia?

Acredito que um dos principais quesitos para ser bem sucedido em uma profissão é a paixão, o amor por exercer aquilo que faz. Fazendo aquilo que gosta, você se dedica mais, corre atrás, e tem mais forças do que se tivesse em uma área que não gostasse. Assim como o titulo do livro de Roberto Freire “Sem tesão não há solução”.

Segundo quesito é nunca parar de estudar (Sim! Se você não gosta de estudar é bom começar a gostar!!). Assim você se tornará um psicólogo competente que não se limitou apenas na formação e especialização, mas que poderá abranger outras técnicas para sua abordagem.

Terceiro quesito: Zelar por sua imagem de psicólogo, as pessoas nunca irão aparecer no seu consultório e marcar consulta, ou pegar a lista telefônica e sortear com o dedo para qual ligar. Elas vão perguntar para alguém que você já tenha atendido, perguntar como é, tirar informações a respeito do psicólogo antes de iniciar a terapia. Por isso é importante você ser um bom psicólogo ético e responsável.

Quarto e último quesito: Nunca desistir de seus sonhos. Se você estiver no caminho, seja no inicio da graduação ou final, parabéns, está quase chegando a sua meta. Mas se você sente dificuldades e obstáculos, tenha paciência, pois ninguém disse que iria ser fácil.

Para finalizar esse texto, uma citação de Augusto Cury do livro Nunca desista de seus sonhos:

“Sem sonhos, as perdas se tornam insuportáveis, as pedras do caminho se tornam montanhas, os fracassos se transformam em golpes fatais. Mas, se você tive grandes sonhos… seus erros produzirão crescimento, seus desafios produzirão oportunidades, seus medos produzirão coragem.

Por isso, meu ardente desejo é que você:

NUNCA DESISTA DE SEUS SONHOS.”

Psicólogo (CRP 06/119079), Especialista em Psicanálise, Pós-graduado em RH, Palestrante e Consultor de Empresas. Visite meu site - Superando Desafios