Olá amigos!

Neste texto, vamos falar sobre a Força do Caráter chamada de “Mente Aberta”, tradução literal para o termo, em inglês, “Open-mindedness”. Como já definimos em outro texto – O que é a Psicologia Positiva e o que são as virtudes ou forças de caráter estudadas por esta nova abordagem da psicologia – vou passar direto para a definição do que é ser mente aberta. Será que você é uma pessoa com a mente aberta?

Definição de Mente Aberta (Open mindedness)

Segundo Seligman e Peterson, no livro Character Strenghts and Virtues, a força do caráter chamada de Mente Aberta é a disposição para pesquisar ativamente por evidências contrárias às crenças, planos ou objetivos defendidas pela própria pessoa e para julgar estas novas evidências de forma justa quando estão disponíveis.

Pode parecer um pouco complicado de começo, por esta definição, mas é simples de pensarmos o que é ser uma pessoa mente aberta através de um exemplo.

Pare por um momento e pense: Você é a favor ou contra a liberação do aborto?

Em qual dos 3 pensamentos abaixo você assinaria embaixo?

1) O aborto é um direito básico que deveria estar disponível para todas as mulheres. Limitar o acesso ao aborto é limitar a liberdade das mulheres pelo seus direitos como cidadãs. Tal limite não deveria ser tolerado. Fazer com que o aborto seja proibido significa não entender ou respeitar a separação moderna entre o estado e a igreja que é fundamental para um estado laico.

2) Muitos veem o aborto como um direito civil básico que deveria estar disponível para todas as mulheres que quiserem exercê-lo. Outros, entretanto, veem o aborto como infanticídio.

3) Alguns veem o aborto como uma questão de direitos humanos para as mulheres – ou seja, o direito delas de decidir. Outros já entendem que o aborto não é mais justificável que um assassinato. Qual perspectiva deve ser defendida depende do modo como for definido o começo da vida, ou seja, na concepção ou no parto.

Bem, cada um de nós concordará mais ou menos com um destes 3 pensamentos. Eu quis utilizar o mesmo exemplo do livro do Seligman e Peterson porque creio que é um exemplo bastante forte, imerso em um grande debate no mundo todo e que, consequentemente, levanta os ânimos de todos para uma discussão do que é certo e do que é errado.

Quando nós dizemos que alguém é mente aberta não estamos querendo dizer que defende uma opinião mais liberal (que defenda o aborto). O significado do conceito de mente aberta dentro da psicologia positiva é de alguém que consiga ver – também – o ponto de vista dos outros, pensar sobre eles, considerar a validade ou não, e ainda que não mude de ideia depois da consideração, continua e permanece aberto para o diálogo e para uma mudança de visão a partir de novas evidências ou argumentos.

O contrário de mente aberta seria preconceito ou viés (bias, em inglês). Uma pessoa preconceituosa é aquela que defende apenas o seu próprio ponto de vista, vê apenas o seu próprio ponto de vista, está fechado para o diálogo e para a conversa, ou seja, vê o mundo como 8 ou 80, preto ou branco, sim ou não. O sim e a verdade, é claro, está do seu próprio lado e não dá sinais de que irá mudar com o tempo.

Assim, um sujeito altamente intelectual que acredita em uma determinada teoria científica – e apenas nela – seria tão preconceituoso como um religioso fundamentalista. Ambos não teriam esta força do caráter chamada de mente aberta.

Uma pessoa mente aberta tem concepções semelhantes a essas:

“Abandonar uma crença prévia é sinal de força de caráter”

“As pessoas deveria levar sempre em consideração evidências que são contrárias às suas crenças”

“As crenças devem ser sempre revisadas em resposta a novas evidências”.

Pessoas preconceituosas, por sua vez, tem opiniões totalmente diferentes:

“Mudar o seu modo de pensar é um sinal de fraqueza”

“É importante preservar firmemente em suas crenças mesmo quando evidências contrárias surgem”.

“Devemos descartar evidências que não concordem com o nosso ponto de vista”.

Conclusão

É fácil ver como a qualidade do caráter intitulada pelos autores da psicologia positiva como Open-mindedness, Mente Aberta, é importante para a vida individual e coletiva. Se a nossa mente se fecha em si mesma, tornando-se preconceituosa e imutável teremos diversos problemas para aprender novos conhecimentos e pior: teremos extrema dificuldade de nos relacionar com as outras pessoas.

Isto porque, ao contrário do que pensam as pessoas que são infantis mesmo depois de terem saído da infância, as outras pessoas não são reflexos de nós mesmos e o mundo não gira ao nosso redor. Cada um cada um, como se diz aqui em Minas Gerais. Ou seja, cada pessoa tem o seu próprio olhar, visão e entendimento sobre a vida e se cada um ficar fechado em sua própria perspectiva é impossível o convívio e até o diálogo não existirá.

O exemplo do aborto é bastante significativo. Não direi a minha opinião pessoal aqui, mas para quem não sabe direi que o Conselho Federal de Psicologia defende a legalização do aborto e a possibilidade de ele ser implementado na rede pública. Isto porque apesar de ser um crime, ele continua sendo praticado por milhares de mulheres todos os anos, de forma clandestina, o que, por sua vez, provoca (duas) mortes. Se pensarmos que há uma vida no embrião, veremos que este embrião morre, mas também a mulher morre quando não possui a sua saúde assistida.

Evidentemente, é uma questão bastante difícil e como diz o pensamento 3, tudo vai depender o que se acredita ser o começo da vida. De todo o modo, se formos utilizar o conceito que estudamos juntos aqui neste texto, da força do caráter da mente aberta, teríamos que suspender o nosso juízo pessoal e pensar também nas outras perspectivas.

Ou seja, se você defende o direito ao aborto, você teria que ver o direito do embrião ou do bebê. Se você não defende o aborto, teria que ver a perspectiva da mulher que corre o risco de morrer em um aborto clandestino.

Ser “mente-aberta” não quer dizer defender um ponto de vista mais liberal ou um ponto de vista mais conservador. Ser “mente-aberta” – na psicologia positiva – significa ter a habilidade de ouvir as opiniões contrárias, entendê-las, dialogar com elas e, se possível, chegar a um consenso ou continuar com a mente aberta para novas informações ou novidades.

Psicólogo Clínico e Online (CRP 06/145929), Mestre (UFSJ), Doutor (UFJF), Instrutor de Mindfulness e Pós-Doutorando (Unifesp), Coach e Presidente do Instituto Felipe de Souza. Como Professor no site Psicologia MSN venho ministrando dezenas de Cursos de Psicologia, através de textos e Vídeos em HD. Faça como centenas de alunos e aprenda psicologia através de Cursos em Vídeo e Ebooks! Loja de Vídeos e Ebooks. Você pode também agendar uma sessão de Coaching Online via Skype, Relacionamentos ou Carreira (faculdade), fazer o Programa de 8 Semanas de Mindfulness Online e Orientação Profissional Online. E não se esqueça de se inscrever em nosso Canal no Youtube! Email - [email protected] - Agendar - Whatsapp (11) 9 8415-6913