Continuando a nossa série de textos sobre a relação da psicologia e a ciência, vamos descrever, neste texto, os cinco critérios mais importantes para julgar ou avaliar uma teoria científica.

Tais critérios são de especial valor para a teoria da psicologia comportamental.

1) Apoio empírico

Deve-se considerar a existência das observações que se relacionam à teoria. Se não existirem, a teoria já se torna suspeita. Se existirem, a teoria pode se tornar suspeita se as observações não a apoiarem.

E, por último, uma teoria é suspeita se ela for estruturada de modo tão geral ou impreciso para explicar qualquer conjunto de observações. Tais teorias são consideradas como não verificáveis, ou seja, aquilo que não pode ser testado.

2) Suporte lógico
Os mecanismos propostos por uma teoria devem ser plausíveis. Se, por exemplo, uma teoria pretende explicar a linguagem em termos da atividade baseada na atividade do sistema endócrino, esta atividade deve ser consistente com o que se sabe sobre este sistema.
Além disso, as explicações do comportamento associadas com uma teoria devem ser fundamentalmente adequadas; isto é, elas não devem envolver reificação, circularidade, teleologia ou falácia nominal.
3) Generalidade
Se refere aos comportamentos à que a teoria se propõe a explicar, e às condições sob as quais ela o faz. Por exemplo, uma teoria da aprendizagem que tente explicar a aquisição de muitos tipos de comportamento é mais geral do que uma teoria que tente explicar somente o comportamento verbal.
De modo semelhante, uma teoria hiperatividade que explique o fenômeno em todos os humanos hiperativos é mais geral do que aquela que se concentra em explicar apenas em filhos de pais separados. As teorias gerais são melhores do às específicas.
4) Parcimônia
O princípio da parcimônia diz que, sendo todo o resto de fenômenos igual ao fenômeno particular estudado, a explicação mais simples destes é a melhor. As teorias parcimoniosas invocam mecanismos mais simples e suficientes para explicar um fenômeno.

5) Utilidade

O objetivo de uma análise científica é a previsão e o controle do fenômeno em questão. Uma boa teoria deve permitir uma previsão precisa dos comportamentos estudados, além de controlar tais comportamentos.

Acrescente-se ainda que ela deve sugerir estratégias para que o comportamento seja modificado de modo desejado. Na avaliação de uma teoria psicológica, é útil perguntar se o conhecimento desta teoria permitirá prever melhor um comportamento e se ele sugere algum procedimento para que o comportamento seja modificado de modo desejado. Se a resposta para a primeira pergunta for sim, a teoria terá um valor prático.

Psicólogo Clínico e Online (CRP 06/145929), Mestre (UFSJ), Doutor (UFJF), Instrutor de Mindfulness e Pós-Doutorando (Unifesp), Coach e Presidente do Instituto Felipe de Souza. Como Professor no site Psicologia MSN venho ministrando dezenas de Cursos de Psicologia, através de textos e Vídeos em HD. Faça como centenas de alunos e aprenda psicologia através de Cursos em Vídeo e Ebooks! Loja de Vídeos e Ebooks. Você pode também agendar uma sessão de Coaching Online via Skype, Relacionamentos ou Carreira (faculdade), fazer o Programa de 8 Semanas de Mindfulness Online e Orientação Profissional Online. E não se esqueça de se inscrever em nosso Canal no Youtube! Email - [email protected] - Agendar - Whatsapp (11) 9 8415-6913