Um dos segredos para aumentarmos o nosso nível de bem-estar e felicidade é aprender a não piorar as coisas, quando algo “ruim” ou “desagradável” acontece. Como você já deve ter notado, nem sempre os eventos acontecem na forma ou na hora que você deseja. Desde uma lâmpada que queima, a internet que cai, um copo que quebra ou uma trombada com o dedinho do pé na quina da cama… bem, acontece. Você sabe.

Evitar totalmente que coisas assim – ou talvez um pouco maiores – aconteçam ao longo da vida é impossível. Se formos parar para analisar não temos tanto controle sobre o mundo e seus eventos como pensamos, desejamos ou gostaríamos. Entretanto, podemos controlar um fator muito importante e que faz toda a diferença: o modo como reagimos, a forma como lidamos e interpretamos os fatos.

Não é tudo sobre você

Embora você seja certamente uma pessoa incrível, não é tudo sobre você. Quero dizer, se a lâmpada queima ou se a internet cai não é para te prejudicar. Se você tropeça e machuca o dedo, não quer dizer que você seja uma má pessoa (desastrada, burra, imbecil). Em outras palavras, não leve tanto para o lado pessoal. De fato, uma das maneiras mais simples de perdoar é simplesmente notar que o mundo e as pessoas não estão contra você.

Quando os fatos não acompanham o que queríamos, podemos passar a entender que tudo bem. Uma excelente definição de perdão é perder as esperanças de que o passado (ou presente) fosse diferente. Quando não perdoamos, ainda continuamos mantendo a atitude mental de que não deveria ter sido daquele jeito, que deveria ter sido melhor, temos a expectativa de que o passado mude. Infelizmente ou felizmente, o passado não vai mudar. Já foi. E não é pessoal. Não é contra você.

O que você aprende com isso?

Se quisermos, podemos constantemente aprender. Se a internet fica caindo toda hora, talvez seja o momento de mudar de empresa. Se esqueço aonde coloquei as chave, posso definir um único local na casa e não vou perder mais.

Em vez de ficar se julgando e se criticando, pensar o que você pode aprender com isso e como agir diferente no futuro vai representar uma ampliação em seu comportamento. Se julgar e se criticar não vai fazer com que você necessariamente retire uma lição que houve, certo? Nem vai te tornar mais sábio a ponto de mudar o que você pode mudar.

Ações e reações

Qualquer situação que chamemos de desagradável é, na verdade, uma excelente oportunidade para aprendermos. Aprender, como disse, sobre o que talvez seja viável de fazer no futuro e, igualmente, e nos informar sobre as nossas reatividades.

Ou seja, qual é o seu padrão de reagir quando algo escapa do seu controle? Quando alguém diz o que você não quer ouvir? Quando você tinha certeza de que ia dar certo… e não deu?

Nesses momentos, conseguimos ver claramente que existe o fato X (e queríamos o Y) e, por querermos o Y, reagimos – talvez de maneira negativa ou de maneira a piorar as coisas.

Por exemplo, um funcionário reclama toda vez em que tem que ficar mais cinco, dez minutos até o próximo funcionário entrar. Existe o fato: atraso do colega e existe a reação: reclamar. E a reação de reclamar então traz a consequência: a demissão.

Portanto:

Fato 1: atraso

Fato 2 (reação) – reclamar

Fato 3: demissão

Muitas vezes olhando uma cadeia de eventos como essa podemos achar que não tinha como, que a única reação possível reclamar. Mas obviamente, isso não é verdade. Há um evento sentido pela pessoa como desagradável (ter que ficar um pouco mais no trabalho). Porém, é a sua reação que causa algo pior, ou seja, perder o emprego. Se não houvesse a reclamação, não haveria a demissão.

Este é um exemplo simples e a lógica funciona para milhares e milhões de situações. Acontece algo ruim. Mas não é tão ruim. A reação é que piora tudo.

Tempo e espaço para responder

Existe um jeito muito simples de não piorar as coisas. Ter tempo e espaço para responder. Em muitos casos, temos a oportunidade de adiar a nossa resposta. Sair um pouco do ambiente, esfriar a cabeça, e dar uma resposta mais adequada. Pode ser ter três minutos ou 24 horas. Tanto faz. O importante é reconhecer que reagir instantaneamente pode não ser a estratégia que vai evitar causar sofrimento para si e para outros.

O impulso de reagir logo é apenas um impulso de reagir logo. Talvez seja um traço habitual, um comportamento que emitimos sem notar ou perceber. Contudo, qualquer hábito – assim como foi instaurado – é “desinstavável”.

Note que a tendência de dizer: “ah, eu sou assim mesmo” ou “sempre reagi assim” não dá margem para mudança. Acreditar que é um traço de personalidade, que “sou explosivo” ou “desastrado” ou “cabeça quente” não vai permitir a mudança.

Entender que há a tendência e que há a chance de mudar abre caminho para a procura de formas de mudar. Ao invés do “eu sou assim” começo a pensar “o que preciso fazer para melhorar este comportamento?” – razão pela qual a procura vai gerar novas aprendizagens. Podemos fazer terapia, meditação, por exemplo, e aumentar o nosso autoconhecimento e a nossa flexibilidade na reação.

Conclusão

É fácil ser feliz quando tudo ocorre bem, conforme desejamos. O desafio maior da busca da felicidade e do bem estar acontece quando algo sai dos conformes. A arte de não piorar as coisas (ter tempo e espaço para dar uma resposta mais adequada, diminuir as reatividades, se autoconhecer) faz com que nós diminuamos os problemas. Porque quando reagimos e pioramos as coisas, duplicamos ou triplicamos ou quadruplicamos os problema. Tínhamos um “problema” ou “evento desagradável”. Reagimos mal e criamos dois, três, quatro.

Comece a observar de agora em diante os momentos desafiadores para ti. Note o que acontece e o que você faz com o que acontece. Você está dificultando o desenrolar com suas reações? O que você pode fazer diferente?

Psicólogo Clínico e Online (CRP 04/25443), Mestre (UFSJ), Doutor (UFJF), Instrutor de Mindfulness (Unifesp), Coach e Presidente do Instituto Felipe de Souza. Como Professor no site Psicologia MSN venho ministrando dezenas de Cursos de Psicologia, através de textos e Vídeos em HD. Faça como centenas de alunos e aprenda psicologia através de Cursos em Vídeo e Ebooks! Loja de Vídeos e Ebooks. Você pode também agendar uma sessão de Coaching Online via Skype, Relacionamentos ou Carreira (faculdade), fazer o Programa de 8 Semanas de Mindfulness Online e Orientação Profissional Online. E não se esqueça de se inscrever em nosso Canal no Youtube! Email - [email protected] - Atendimento presencial na Av. Paulista: Agendar - Whatsapp (11) 9 8415-6913