Conheça mais sobre Mindfulness-Based Relapse Prevention (MBRP), o programa de mindfulness voltado para prevenção de recaídas e comportamentos aditivos

Víviam Vargas de Barros (viviamvb@yahoo.com.br)

O MBRP é um programa complementar de tratamento das dependências, que integra princípios da Terapia Cognitivo-Comportamental e Prevenção de Recaída com práticas de meditação Mindfulness. O modelo foi desenvolvido no Addictive Behaviors Research Center, University of Washington, nos Estados Unidos e foi elaborado para auxiliar pessoas que sofrem por dependência e outros comportamentos impulsivos e reativos a ampliarem sua consciência em relação às sensações de seu corpo, seus pensamentos e emoções, instrumentalizando-as com ferramentas que possam atuar no enfrentamento de gatilhos para o uso de drogas ou outras reações automáticas, em padrões destrutivos habituais, reconhecendo as tendências da mente de uma maneira geral.

Principais objetivos do MBRP

Dentre os principais objetivos do programa estão: 

  • Desenvolver consciência dos gatilhos pessoais e reações habituais, e aprender maneiras de criar uma pausa diante de processos automáticos;
  • Alterar a relação com o desconforto, aprendendo a reconhecer experiências desafiadoras e fissuras do ponto de vista emocional e físico, respondendo às mesmas de forma mais habilidosa;
  • Potencializar uma forma mais compassiva e não-julgadora de lidar conosco, com as nossas experiências e com os outros;
  • Construir um estilo de vida voltado para a recuperação e que permita praticar mindfulness

Estes objetivos são atingidos por meio da participação nas oito sessões, construídas cuidadosamente em uma lógica sequencial, favorecendo o aprendizado paulatino dos participantes. Os temas das sessões seguem abaixo:

  1. Piloto Automático e Recaída
  2. Consciência dos Gatilhos e Fissura
  3. Mindfulness na Vida Diária
  4. Mindfulness em situações de Alto Risco
  5. Aceitação e Ação Habilidosa
  6. Vendo Pensamentos como Pensamentos
  7. Autocuidado e Estilo de Vida Balanceado
  8. Suporte Social e Prática Continuada

Mas, como Mindfulness pode atuar na prevenção de recaídas?

Mindfulness e a Prevenção de Recaídas

Um estudo de revisão indicou que a prática de mindfulness afeta sistemas cerebrais relacionados à fissura, podendo contribuir para a diminuição da reatividade aos estímulos ligados à mesma. Com redução da ativação pré-frontal, área cerebral envolvida no processamento top-down, sugere-se que mindfulness proporciona operar no processamento bottom-up diante da fissura, ou seja, ao invés de significar a experiência da fissura com base em contextualizações prévias (top down), o treino de mindfulness facilita o reconhecimento de informações sensoriais, permitindo explorar a experiência da fissura de uma forma diferente, diminuindo a reatividade aos estímulos estressores (Witkiewitz, Bowen, & Lustyk, 2013).

Os efeitos de médio e longo prazo de tratamentos baseados em mindfulness demonstram que os participantes ampliam sua habilidade de reconhecer e tolerar o desconforto associado com a fissura e os afetos negativos, desarmando a resposta automática de usar a droga ou se envolver em respostas automáticas (Bowen et al., 2014; Witkiewitz, Bowen, & Lustyk, 2013).

Evidências científicas

O estudo mais robusto avaliando a eficácia do MBRP para prevenção de recaídas e uso de substâncias foi publicado pelo Journal of American Medical Association (JAMA Psychiatry) e objetivou comparar 3 grupos: MBRP, o protocolo de prevenção de recaídas padrão (PR) ou o tratamento usual (12 passos e psicoeducação), com um total de 286 participantes (Bowen et al., 2014).

Os resultados apontaram que após seis meses do fim da intervenção, tanto o grupo que recebeu MBRP, quanto o que recebeu PR, tiveram uma média significativamente menor do número de dias que usaram drogas e de uso pesado de álcool do que o grupo que recebeu o tratamento usual, sendo que o grupo que recebeu PR teve 21% menos chance de recair do que o MBRP. No entanto, após 12 meses, o grupo que recebeu MBRP manteve suas taxas de recaída, número de dias que usaram drogas e episódios de beber pesado em um nível similar ao de seis meses, sendo, portanto, significativamente menores do que os grupos de PR e tratamento usual, que aumentaram significativamente a partir do sexto mês.

Em comparação apenas com o protocolo de PR, o grupo MBRP apresentou 31% menos dias de uso de drogas e uma probabilidade significativamente maior de não se engajar em nenhum episódio de beber pesado, após os 12 meses (Bowen et al., 2014).

Os autores discutem que essas diferenças podem ser explicadas pelas habilidades desenvolvidas pelos participantes de MBRP a reconhecerem e a experienciarem o desconforto associado à fissura e/ou afetos negativos. Além disso, a intervenção do MBRP integra abordagens empiricamente testadas, como terapia cognitivo comportamental e mindfulness, para o aumento do reconhecimento de eventos individuais e ambientais que podem precipitar a recaída e alterar as respostas às fissuras e afetos negativos, através de processos baseados em exposição, possíveis através das práticas de mindfulness.

A prática contínua ao longo do tempo fortalece a habilidade de monitorar e entender os fatores que contribuem para o bem-estar individual, o que dá suporte aos resultados de mais longo prazo (Bowen et al., 2014).

Formação em MBRP no Brasil

Existe formação no Brasil para se trabalhar com o MBRP?

Em maio deste ano de 2017, o Centro Brasileiro de Pesquisa e Formação em MBRP (MBRP Brasil) oferecerá entre os dias 15 e 20 de maio a primeira etapa da formação profissional em MBRP. A equipe do MBRP Brasil é composta por profissionais de excelência na área de mindfulness e uso de substâncias, supervisionada desde 2010 pela professora Sarah Bowen, autora do programa e coordenada pela professora Ana Regina Noto, referência nacional em uso de substâncias. Ao final do curso, os alunos estarão aptos a:

  • Obter uma compreensão experiencial e intelectual dos princípios de MBRP;
  • Definir e descrever a integração dos princípios da Prevenção de Recaída com técnicas de Mindfulness;
  • Praticar e conduzir exercícios de MBRP;
  • Reconhecer e descrever temas clínicos e logísticos que surgem ao se conduzir programas de MBRP;
  • Desenvolver e/ou aprofundar sua própria prática de mindfulness, através de momentos de práticas formais, como uma forma de ser e estar na vida diária, tendo a necessidade de praticar regularmente para obter sucesso com esta modalidade de tratamento.

Para mais informações sobre o MBRP e todas as etapas da formação profissional, visite nosso site:

www.mbrpbrasil.com.br

Referências

Witkiewitz, K., Bowen, S., & Lustyk, M. K. B. (2013). Retraining the Addicted Brain: A Review of the Hypothesized Neurobiological Mechanisms of Mindfulness-Based Relape Prevention. Psychology of Addictive Behaviors, 27(2), 351-365.

Bowen, S., Witkiewitz, K., Clifasefi, S. L., Grow, J., Chawla, N., Hsu, S. H., et al. (2014). Relative efficacy of mindfulness-based relapse prevention, standard relapse prevention, and treatment as usual for substance use disorders: a randomized clinical trial. JAMA Psychiatry, 71(5), 547-556.

Psicólogo Clínico e Online (CRP 04/25443), Mestre (UFSJ), Doutor (UFJF), Instrutor de Mindfulness (Unifesp), Coach e Presidente do Instituto Felipe de Souza. Como Professor no site Psicologia MSN venho ministrando dezenas de Cursos de Psicologia, através de textos e Vídeos em HD. Faça como centenas de alunos e aprenda psicologia através de Cursos em Vídeo e Ebooks! Loja de Vídeos e Ebooks. Você pode também agendar uma sessão de Coaching Online via Skype, Relacionamentos ou Carreira (faculdade), fazer o Programa de 8 Semanas de Mindfulness Online e Orientação Profissional Online. E não se esqueça de se inscrever em nosso Canal no Youtube! Email - psicologiamsn@gmail.com - Snapchat: psicologiamsn - Whatsapp (35) 99167-3191