8 Maneiras pelas quais expressar gratidão aumenta a felicidade e como praticar diariamente

Conheço pessoas que criaram verdadeira birra com o uso da palavra Gratidão. Vemos nas redes sociais, como Facebook ou Instagram, muitas pessoas dizendo Gratidão, não é mesmo? O que talvez você não saiba é que diversas pesquisas da psicologia vem comprovando que expressar gratidão, agradecer, dizer obrigado, contar o que de bom ocorreu hoje vai te fazer mais feliz – e não custa nada.

A Psicologia Positiva

A Psicologia Positiva surgiu nos Estados Unidos no começo deste século XXI, com o objetivo de estudar os estados ótimos de funcionamento do ser humano. Ao invés de focar a atenção nos transtornos e doenças mentais, os pesquisadores basicamente começaram a buscar as respostas sobre o bem estar psíquico. Em resumo, o que podemos fazer para sermos mais felizes?

Assim, considera-se uma escala gradual com 3 faixas:

Transtorno Mental —> Normalidade —> Bem-estar psicológico

Os transtornos mentais vem sendo estudados pela psicologia, psiquiatria e psicanálise há muitas décadas e livros e livros foram escritos sobre a aflição humana. Porém, até o surgimento da psicologia humanista na metade do século passado, encontrávamos poucos conteúdos sobre a realização pessoal, sobre felicidade, contentamento, alegria, bem estar.

Com o passar das décadas, a psicologia humanista perdeu espaço para as chamadas terapias cognitivo-comportamentais e a ênfase no bem-estar psicológico ficou de lado novamente (embora, claro, os tratamentos dos transtornos mentais visem aumentar a qualidade de vida dos pacientes).

Assim, Martin Seligman, em 1998, criou um manifesto para aumentar o número de pesquisas e trabalhos novamente sobre o que nos faz feliz, sobre o que dá o sentido de realização, sobre como passar da normalidade para um estado ótimo de funcionamento.

Desde então, a psicologia positiva – junto das neurociências – vem se desenvolvendo a passos largos.

Veja também: Psicologia Positiva: virtudes, caráter, talentos e habilidades

A Ciência da Felicidade

Uma das pesquisadoras mais prolíficas nessa área é Sonja Lyubomirsky. No livro A Ciência da Felicidade – como atingir a felicidade real e duradoura – ela explica que “alcançar a felicidade não requer necessariamente escavar sua infância, psicanalista as experiências traumáticas do passado ou dissecar sua maneira habitual de se relacionar com os outros. Nem é essencial garantir um contracheque melhor, obter a cura de uma doença ou reconquistar a juventude e a beleza”.

O que é necessário para aumentar o nosso grau de felicidade é mudar pequenos comportamentos cotidianos. No livro, ela menciona 12 deles e, entre eles, está lá: expressar gratidão.

8 Maneiras pelas quais expressar gratidão aumenta a felicidade

  1. Pensar de maneira agradecida incentiva a saborear as experiências positivas.
  2. Expressar gratidão favorece o automerecimento e auto-estima.
  3. A gratidão ajuda as pessoas a lidar com o estresse e o trauma, ou seja, a capacidade de valorizar as circunstâncias de sua vida pode ser um método de superação adaptativa pelo qual você reinterpretar as experiências estressantes ou negativas
  4. A expressão da gratidão encoraja o comportamento moral
  5. A gratidão pode ajudar a estabelecer laços sociais, fortalecer relações existentes e alimentar novas
  6. Expressar gratidão tende a inibir comparações antipáticas com os outros.
  7. A prática da gratidão é incompatível com emoções negativas e pode, na realidade, diminuir ou tolher sentimentos como raiva, amargura e cobiça.
  8. A gratidão nos ajuda a frustar a adaptação hedônica (a nossa capacidade de nos ajustarmos com rapidez a quaisquer circunstâncias ou acontecimentos novos), ou seja, a não reconhecer mais tudo o que temos de bom em nosso cotidiano.

Uma prática simples para expressar Gratidão

 

Uma maneira muito simples de expressar gratidão e fazer da gratidão um hábito que irá aumentar o seu nível de felicidade em pouco tempo é o que chamamos de contar as bençãos ou anotar 3 coisas boas que te aconteceram ao longo de um dia.

Você pode anotar em um caderno, diário, no computador ou no celular – não importa. O que importa é toda noite se lembrar de escrever 3 eventos, situações, coisas pelas quais você é grato. Pode ser pelo que você pode comer (um prato que você adora), ou por ter este ou aquele objeto que você desejou tanto e agora usufrui (como um celular) ou então ter podido encontrar uma pessoa da família ou amigo ou amiga, etc.

Cada pessoa evidentemente terá que encontrar o que é bom para si mesmo ao longo de um dia. E, claro, ao longo de uma semana, de um mês, as 3 coisas vão variar.

Entretanto, embora mudem com o tempo, agradecer começa a se tornar um hábito. Passamos a notar como temos tanta coisa positiva em nossas vidas e nos acostumamos e não nos alegramos mais. Passamos também a não reclamar (tanto!) pelo que não temos ou conseguimos ainda, pelo que falta ou gostaríamos que fosse diferente.

Como disse acima, a Psicologia Positiva procurou testar as práticas e atividades que modificam a nossa sensação de bem-estar. E a prática de expressar gratidão foi comprovada experimentalmente como uma prática útil tendo em vista este objetivo e até para pessoas deprimidas.

Conclusão

Uma característica muito interessante presente na ciência é a curiosidade aliada à dúvida. Se você é uma daquelas pessoas que não suporta mais ouvir a palavra Gratidão nas redes sociais, tudo bem. Seja ao menos curioso e duvide do que eu falei neste texto e teste por você mesmo.

Faça o teste de ao final do dia anotar 3 coisas boas que lhe aconteceram e faça isso por dois meses. Depois de 8 semanas, então, avalie e veja se você (e até mesmo outras pessoas do seu convívio) não está sendo mais feliz e alegre. É comum que até as pessoas ao redor, próximas ou não, percebam que você talvez tenha parado de reclamar de cada pequena coisa e a sorrir mais…

PS: Ajuda colocar um lembrete no celular ou um aviso próximo da sua cama para não se esquecer de fazer a atividade antes de dormir.

Veja também: Psicologia Positiva: virtudes, caráter, talentos e habilidades

Psicólogo Clínico e Online (CRP 04/25443), Mestre (UFSJ), Doutor (UFJF), Instrutor de Mindfulness (Unifesp), Coach e Presidente do Instituto Felipe de Souza. Como Professor no site Psicologia MSN venho ministrando dezenas de Cursos de Psicologia, através de textos e Vídeos em HD. Faça como centenas de alunos e aprenda psicologia através de Cursos em Vídeo e Ebooks! Loja de Vídeos e Ebooks. Você pode também agendar uma sessão de Coaching Online via Skype, Relacionamentos ou Carreira (faculdade), fazer o Programa de 8 Semanas de Mindfulness Online e Orientação Profissional Online. E não se esqueça de se inscrever em nosso Canal no Youtube! Email - psicologiamsn@gmail.com - Snapchat: psicologiamsn - Whatsapp (35) 99167-3191